Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Holmes Brasil Júnior

Meio Ambiente divulga relatório de balneabilidade referente à semana de 26 de fevereiro a 1º de março

Compartilhe esta notícia:

Previous slide
Next slide

“Na região, todos os pontos analisados em Imbituba, Garopaba e Jaguaruna foram considerados próprios para banho”

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) divulga o relatório de balneabilidade com as informações consolidadas dos resultados das coletas realizadas na semana de 26 de fevereiro a 1º de março de 2024.

De acordo com as amostras coletadas, nos 238 pontos monitorados pelo Instituto no litoral catarinense, 170 estão próprios para banho, o que representa 71,43%. Em Florianópolis, dos 87 pontos, 66 estão adequados para banho, o que equivale a 75,86%. 

Imbituba, Garopaba e Jaguaruna, 100%

Na região, todos os pontos analisados em Imbituba, Garopaba e Jaguaruna foram considerados próprios para banho.

Em Palhoça, o ponto 5 da praia da Pinheira, localizado na Rua Beira-Rio e o ponto 7, da praia de Fora, em frente à Rua do Girassol, foram reprovados.

Em Laguna, o ponto 4, da Lagoa de Cabeçudas, localizado no Km 313 da BR-101, também foi reprovado de acordo com o novo relatório do IMA.

Todas as informações, comparativos e considerações técnicas desta semana constam no relatório que pode ser conferido neste link.

No site as informações são atualizadas automaticamente e todo cidadão pode acompanhar durante a semana os relatórios emitidos, bem como, o resultado mais recente da situação de cada ponto, basta clicar nas bandeirinhas que aparecem no mapa ou conferir o menu ‘histórico’.

Metodologia e legislação

O IMA possui todos os materiais e mecanismos considerados suficientes e adequados para a execução do Programa de Monitoramento da Balneabilidade no estado, o segundo maior do Brasil, com 238 pontos monitorados e vigente desde o ano de 1976. Os materiais utilizados são aqueles definidos pelo método 9223b do Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater, 23ª edição, cuja fabricação e distribuição é realizada por uma única empresa (IDEXX) com representante próprio no Brasil (IDEXX BRASIL LABORATÓRIOS LTDA).

Quanto ao denominado mecanismo de coleta, o IMA segue os padrões estabelecidos pelo Guia de Coleta e Preservação de Amostras da Agência Nacional de Águas (ANA) e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). As amostras são analisadas pelo método fluorogênico tendo como substrato o Colilert-18, conforme diretrizes do Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater, 23ª edição, Método 9223 B que consiste na quantificação dos coliformes totais e Escherichia coli.

Conforme a Resolução Conama nº 274, de 29 de novembro de 2000, o ponto é considerado PRÓPRIO quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras coletadas nas últimas 5 semanas anteriores, no mesmo local, houver no máximo 800 Escherichia coli por 100 mililitros. O ponto é considerado IMPRÓPRIO quando em mais de 20% de um conjunto de amostras coletadas nas últimas cinco semanas anteriores, no mesmo local, for superior a 800 Escherichia coli por 100 mililitros ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia coli por 100 mililitros.

Atenção aos banhistas

Não é recomendado o banho de mar nas primeiras 24/48 horas após a ocorrência de chuvas de maior intensidade, bem como, nas proximidades de saída de canais ou galerias de águas pluviais, pois as chuvas podem arrastar material contaminado, o que pode deteriorar a qualidade das águas para banho.

Divulgação

O Programa de Monitoramento de Balneabilidade do IMA segue um cronograma prévio de coletas, provendo transparência e publicidade ao processo. Desta forma, todo cidadão pode acompanhar quando haverá a coleta em determinado ponto. À medida que as análises vão sendo concluídas pelo laboratório do IMA, o resultado do ponto é atualizado automaticamente e pode ser conferido no mapa do site  e no aplicativo Praia Segura do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC).

Para acompanhar os resultados das coletas, basta clicar nas bandeirinhas do ponto de interesse e conferir no mapa do site o status da propriedade da praia e a data da última coleta realizada no local. O site também possui o menu histórico, um espaço de pesquisa onde é possível acessar datas, horários, condições do vento, maré, entre outras informações que são registradas no momento da coleta e os resultados da condição própria ou imprópria de cada ponto amostrado.

De novembro a março, o IMA realiza o monitoramento da balneabilidade das praias catarinenses semanalmente, e às sextas-feiras, divulga um release com o balanço da semana. Já entre os meses de abril e outubro, a pesquisa e a divulgação são mensais.

Fale conosco

Preencha o formulário abaixo que em breve entraremos em contato

Inbox no Facebook

Rua Rui Barbosa, 111 – Vila Nova, Imbituba – SC Brasil