Publicidade


Notícias


Pesquise


Projeto Imbé, de educação ambiental, volta ao modelo presencial nas escolas de Imbituba Educação

Projeto Imbé, de educação ambiental, volta ao modelo presencial nas escolas de Imbituba

por Administrador 30-07-2021 há 2 mêses 261

  • Tweet

Publicidade

Após vários meses sem poder visitar as escolas devido à pandemia do Covid-19, aos poucos, o Projeto Imbé volta a levar informação e educação ambiental para alunos da rede pública de Imbituba. No mês de julho, por exemplo, foi a vez da Escola Estadual de Educação Básica Henrique Lage receber o projeto desenvolvido pela SulGesso há mais de três anos no município.

As turmas do primeiro e segundo ano, acompanhadas pela engenheira agrônoma Morgana Tuzzi, a estudante de agronomia Paula Bif Lucas e um time de professores, realizaram o plantio de mudas de árvores frutíferas no pátio da escola. Foram plantadas árvores como araçá vermelho, araçá amarelo, pitanga e goiaba. Mas, antes de botar a mão na terra, os alunos assistiram uma palestra sobre os cuidados com uma horta, plantio de sementes e mudas e alimentação saudável.

A diretora da escola, Suyana Bethânia Custódio, comemorou a visita do projeto e lembrou que o ambiente escolar precisa ser um local de vivências práticas. “A construção e desenvolvimento de uma horta escolar é uma ocasião para o desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, formação de cidadania ativa e consciente em relação aos elementos da natureza, culturas tradicionais, alimentação saudável e empreendedorismo familiar”.

Já o professor Luiz Antonio de Abreu, assessor de direção da Escola, destacou como é desafiador construir e manter uma horta escolar. “A escola pública apresenta dificuldades em relação a recursos financeiros, materiais e humanos com conhecimento teórico e prático acerca da implantação e manutenção de horta escolar. Diante desses desafios surgiu a oportunidade de firmar uma parceria com a empresa SulGesso. Nossa comunidade escolar se sente honrada e agradecida com essa parceria de sucesso.”

Luiz Antonio lembra que tão logo o projeto Imbé foi apresentado à Escola, teve início um plano de ação e a construção de canteiros, substratos e um circuito sensorial com passarela de diferentes texturas, canteiros e plantas.
“Tudo isso proporcionou estímulos visuais, auditivos, olfativos, táteis e palatáveis, pois toda ação escolar deve ser inclusiva e o jardim sensorial é uma oportunidade para nossos alunos da Educação Especial participarem ativamente dessa experiência”, destacou Antônio.

A agrônoma da SulGesso e coordenadora do Projeto Imbé, Morgana Tuzzi, ressaltou a importância do jardim sensorial. “Ele foi criado para estimular os sentidos das crianças da escola, especialmente os alunos com deficiência visual. Foram utilizadas plantas com aromas, texturas e gostos diferentes, bem como criado um caminho com diferentes materiais para que haja a diferenciação através do tato”, explica a profissional.


Caderno de Atividades Projeto Imbé - Turma do Imbezito

Na ocasião, foram distribuídos na escola exemplares do Caderno de Atividades da Turma do Imbezito, uma revista voltada para o público infantil, com caça-palavras e outros exercícios de educação ambiental.
A revista é mais um fruto do Projeto Imbé, lançado em 2018 pela empresa SulGesso para levar cultura e educação ambiental para as escolas. A revista é inspirada no personagem Imbezito, mascote do projeto.

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • SulGesso
  • fertilizantes
  • revista
  • projeto
  • Imbé
  • Imbezito
  • revistinha
  • ilustrações
  • educação
  • crianças
  • escolas
  • aulas
  • presenciais
  • Isabela Ferreira Rousseau
  • jogos
  • SC
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil