Publicidade


Notícias


Pesquise


Polícia investiga execução de adolescente de 15 anos, morto a tiros em Tubarão Segurança

Polícia investiga execução de adolescente de 15 anos, morto a tiros em Tubarão

por Redação 13-10-2017 há 6 mêses 1832

  • Tweet

Publicidade

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil investiga a morte de um adolescente de 15 anos, Renan dos Santos Cravo, executado a tiros na madrugada da última quarta-feira, no bairro Passagem, em Tubarão.

A principal suspeita é de que o crime tenha ligação com o tráfico de drogas.

“Assim que o corpo foi encontrado, nós já iniciamos as investigações. Além do fato de a vítima ter passagens pela polícia por porte e tráfico, o local do crime, na comunidade conhecida como Área Verde, também reforça a possibilidade de envolvimento com o tráfico de drogas”, declarou o delegado André Crisóstomo.

Porém, conforme Crisóstomo, as investigações ainda estão no início e a polícia não descarta outras motivações para o homicídio.

Uma das possibilidades é que o crime tenha ligação com a morte do rapaz de 22 anos, registrado na madrugada de domingo, em Jaguaruna. Luiz Gustavo da Silva foi morto a tiros próximo ao Chuveirão, após sair de uma casa noturna.

O adolescente morto em Tubarão foi vítima de quatro disparos de arma de fogo – três tiros atingiram o tórax e um atingiu o braço direito. A Polícia Militar foi acionada por populares e encontrou o adolescente caído no chão, já sem os sinais vitais.

Este foi o sétimo homicídio do ano registrado em Tubarão e o 25º na região. A cidade com mais mortes até o momento é Laguna, com oito. Imbituba tem três assassinatos e Jaguaruna, dois. Capivari de Baixo, Treze de Maio e Garopaba registraram um homicídio cada.

 

ÁUDIO ATRIBUÍDO AO PGC CIRCULA NA REDE

Após a execução do adolescente Renan dos Santos Cravo, um áudio, com uma suposta declaração de um membro da facção Primeiro Grupo Catarinense (PGC), começou a ser divulgada pelo WhatsApp.

Segundo o delegado André Crisóstomo, é possível que a gravação seja verdadeira, mas ela teria relação com a morte do jovem Luiz Gustavo da Silva, morto em Jaguaruna, no domingo, e não com o adolescente executado em Tubarão.

No áudio, o suposto membro do PGC pede que os demais integrantes da facção não reajam à morte do “Batman” precipitadamente, pois ela teria sido autorizada pelo grupo. Conforme o delegado, Luiz Gustavo, de fato, era conhecido como “Batman”. A gravação foi enviada à Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, em Florianópolis, para verificar a sua autenticidade.

Fonte: Diário do Sul

    Palavras-chave
  • PGC
  • Tubarão
  • assassinato
  • adolescente
  • tráfico
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil