Publicidade


Notícias


Pesquise


Professores da região participam de ato público em Florianópolis contra medidas do Governo do Estado para 2018 Educação

Professores da região participam de ato público em Florianópolis contra medidas do Governo do Estado para 2018

por Redação 10-10-2017 há 3 mêses 260

  • Tweet

Publicidade

Para lutar contra determinações do governo de Santa Catarina com relação à Educação, a partir do próximo ano, professores da rede estadual de escolas da região estão se deslocando para Florianópolis onde participam de ato público reivindicando mudanças principalmente no que a Secretaria de Estado da Educação determinou para o Plano de Carreira do magistério.

“O governo do Estado quer mexer no nosso plano de carreira novamente. Quer reduzir a carga horária do professor efetivo, quer que a complementação de carga horária seja temporária e que essa complementação seja em vaga vinculada, além de querer fazer com que o professor readaptado perca a lotação em sua escola de origem”, diz uma professora, indignada.

No que se refere ao docente readaptado, ou seja, aquele que está em outro setor por motivo de doença, o governo está exigindo que estes profissionais voltem para a sala de aula ou percam a locação. “Eles querem que este professor passe a ser vinculado à Gered (Gerência de Educação) e fique à disposição na escola que tiver vaga ou aula. Isso é um absurdo”, aponta.

Segundo a docente, os professores estão inseguros devido à desvalorização profissional e às perdas de direitos adquiridos. “Como professora, peço aos pais e responsáveis que nos apoiem e se engajem nessa luta, porque essas mudanças vão afetar o lado mais fraco e a qualidade do ensino vai decair”, reflete.

A participação dos professores no ato público marcado para hoje em Florianópolis tem o objetivo de demonstrar a insatisfação da categoria com as novas medidas e reivindicar direitos. “Vamos pressionar o governo de modo que volte atrás nas orientações. Aliás, isso também irá recair para os ACTs (contratados em caráter temporário), porque não irão sobrar aulas”, finaliza a docente.

Algumas unidades escolares da região estabeleceram um horário especial para os alunos, como forma de mantê-los com atividades hoje. Em outras escolas, os alunos de turmas cujos professores aderiram à paralisação foram dispensados. 

GERED

De acordo com o gerente regional de Educação, Jaime Ondino Teixeira, cada escola da região irá avaliar a situação de ausência dos profissionais que aderirem à paralisação de hoje. “Se for necessário, a unidade irá dispensar os alunos. No entanto, a Secretaria de Educação ainda não enviou orientação sobre que tipo de falta será dada aos professores ausentes”, explica.

De acordo com o gerente, no que se refere ao Professor 2 (cargo que sofreria mudanças nas orientações do Governo de SC), o Estado irá manter o profissional. Porém, ressalta Teixeira, os alunos com TDH (Transtorno de Déficit de Atenção) e Hiperatividade não terão direito a ele. 

Foto ilustrativa

    Palavras-chave
  • Sinte
  • professores
  • ato público
  • paralisação
  • Santa Catarina
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil