Publicidade


Notícias


Pesquise


Laguna: Corregedoria da PM finaliza inquérito e reconhece crime militar no caso Diego Scott Segurança

Laguna: Corregedoria da PM finaliza inquérito e reconhece crime militar no caso Diego Scott

por Redação 08-03-2021 há 1 mês 2473

  • Tweet

Publicidade

 Após quase dois meses depois do sumiço de Diego Scott, em Laguna, a Corregedoria da Polícia Militar (PM) concluiu o inquérito policial aberto para investigar o caso.

O relatório reconhece indícios de “cometimento de crime militar por parte dos policiais militares envolvidos”. Os fatos aconteceram no dia 15 de janeiro, no bairro Progresso.

Ainda no documento, a Corregedoria expõe o caso sobre “seu possível relacionamento com o desaparecimento de Diego Scott”. O homem foi abordado em casa pelos policiais depois de uma discussão familiar.

Na tarde daquela sexta-feira, os policiais foram acionados à casa de Diego Scott pela segunda vez para verificar uma discussão familiar entre ele e o pai. No boletim de ocorrência foi citado que Diego havia se evadido do local e não estava ali quando o registro foi feito.

Contudo, a família viu o rapaz sendo colocado dentro da viatura, e uma câmera de videomonitoramento flagrou o momento. Instaurado pela PM, o processo de sindicância interrogou os dois policiais envolvidos na ocorrência. Em um primeiro momento, eles mantiveram a versão citada no boletim, mas, ao serem confrontados com as imagens, mudaram o teor dos depoimentos.

Nas perícias realizadas na viatura usada no dia da ocorrência foi detectado vestígio de sangue no assoalho do compartimento de transporte de presos, porém não foi confirmado ser do desaparecido.

Segundo consta no inquérito, um dos policiais havia restaurado todo o celular no dia da busca e apreensão e confirmou que retornou ao local onde largaram Diego, dois dias depois.

Apesar das evidências, a Polícia Militar entendeu que não há indícios contra a vida de Diego. Ele segue desaparecido e os dois policiais envolvidos no caso continuam presos preventivamente.

O inquérito foi encaminhado para o Ministério Público, que tem cinco dias para apresentar a denúncia.

O CASO

Diego Bastos Scott, 39 anos, desapareceu no dia 15 de janeiro após uma discussão familiar em sua residência no bairro Progresso. A Polícia Militar (PM) foi acionada para apartar a situação e o homem foi colocado dentro da viatura e teria sido deixado no Laguna Internacional, mas no boletim original, constava que ele não estava no local.

Depoimentos divulgados  pelo Portal Agora Laguna mostraram que a versão dos policiais foi alterada, depois de as imagens da câmera de segurança de uma residência próxima terem confirmado que Scott foi posto algemado dentro da viatura.

Policiais civis têm feito buscas na região do Gi. O local é formado por mata, estradas de chão de conservação prejudicada devido à chuva e inúmeros banhados.

Na mesma localidade, familiares e amigos de Diego Scott também têm feito buscas por conta própria. No início de fevereiro, eles esvaziaram uma piscina desativada em um antigo camping no Laguna Internacional, mas sem nenhum sinal do desaparecido. Uma denúncia anônima dava conta que Diego poderia ter sido deixado no local.

Os policiais envolvidos no caso foram presos preventivamente quando a ocorrência completou exatamente um mês, em 15 de fevereiro. Na última semana, pedidos de relaxamento ou revogação da medida foram negados pela Justiça Militar.

 

DENÚNCIAS

Informações que podem ajudar a elucidar o caso e a chegar ao paradeiro de Scott podem ser repassadas ao Disque Denúncia, pelos telefones: 181, da Polícia Civil, e o (48) 9 9118-3684, da DIC. Em todos os números, a garantia do anonimato é assegurada.

Fonte: Diário do Sul / Portal Agora Laguna - Vídeo: Portal Agora Laguna

    Palavras-chave
  • Laguna
  • Diego
  • Scott
  • PM
  • sindicância
  • prisão
  • desaparecimento
  • briga
  • familiar
  • buscas
  • Inquérito
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil