Publicidade


Notícias


Pesquise


LUTO: Homem morre no hospital São Camilo e chega a 47 os óbitos por covid-19 em Imbituba; SC tem nível gravíssimo em todas as regiões Saúde

LUTO: Homem morre no hospital São Camilo e chega a 47 os óbitos por covid-19 em Imbituba; SC tem nível gravíssimo em todas as regiões

por Administrador 06-03-2021 há 1 mês 3045

  • Tweet

Publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA) confirmou, nesta sábado (06), através da Vigilância Epidemiológica, mais uma morte pela Covid-19 em Imbituba. Agora, o município soma 47 óbitos.    

A vítima foi um homem, de 63 anos, morador do bairro Arroio. Ela estava internado na UTI do Hospital São Camilo desde o dia 05 de fevereiro. O paciente sofria de insuficiência respiratória, hipertensão e diabetes. O quadro de saúde foi agravado pela Covid-19.

Com mais esta vítima fatal, a Amurel já soma 534 óbitos confirmados por covid-19. As mortes foram em Tubarão (227), Laguna (55), Braço do Norte (45), Imbituba (47), Capivari de Baixo (33), Jaguaruna (29), Gravatal (20), São Ludgero (13), Pescaria Brava (9), Pedras Grandes (9), Imaruí (10), Armazém (9), Sangão (7), Grão-Pará (6), Rio Fortuna (5), Santa Rosa de Lima (4), Treze de Maio (4) e São Martinho (3).

E Santa Catarina manteve em 16 o número de regiões em nível gravíssimo (vermelho) para Covid-19. Isso significa que o estado inteiro segue em bandeira vermelha. A atualização foi divulgada na manhã deste sábado (6) pela Secretária de Estado da Saúde. Não há regiões em nível grave, alto (amarelo) ou moderado (azul).

Mais uma vez, todas as regiões de Santa Catarina estão classificadas em nível gravíssimo – Foto: Divulgação/SES
Seis regiões receberam nota máxima em todos os quesitos analisados: Xanxerê, Extremo Oeste, Médio Vale do Rio Itajaí, Meio Oeste, Foz do Rio Itajaí e Alto Uruguai Catarinense.

O Oeste, que havia apresentado a classificação mais elevada em todos os índices nas últimas duas semanas, reduziu o índice de transmissibilidade.

Na semana passada, pela segunda vez desde a implantação da matriz de risco estadual, Santa Catarina esteve com todas as regiões no nível mais crítico da avaliação.

A analista de dados do Centro de Operações de Emergência em Saúde, Bianca Vieira, ressalta que todos os indicadores são considerados gravíssimos e seis regiões atingiram nota máxima na matriz pela primeira vez.

“Já temos 13 regiões com todos os leitos saturados, apenas três têm alguns poucos leitos disponíveis. Todos os indicadores estão gravíssimos, o cenário geral é de que a transmissibilidade é altíssima e o risco de óbito é muito alto. Além disso, o número de casos ativos continua crescendo diariamente e não apresenta uma tendência de estabilização”, ressalta.

De acordo com o último boletim da SES, o Estado conta com 38.156 casos ativos. Além disso, na sexta-feira (5), mais 107 mortes foram confirmadas, levando a um total de 7.816 vítimas desde o início da pandemia.

Quatro itens são levados em consideração na avaliação da matriz:

  • Evento sentinela: mede a mortalidade da Covid-19. Nas regiões em alerta, o índice aponta que a pandemia continua em expansão;
  • Transmissibilidade: variação no número de confirmação e casos ativos. Regiões em alerta apresentam alta no número de casos;
  • Monitoramento: casos investigados e inquérito de síndrome gripal na comunidade;
  • Capacidade de atenção: mede a ocupação dos leitos de UTI.


O que pode e o que não pode no Estado?

Para tentar conter o atual colapso da Covid-19, o governo do Estado divulgou no dia 24 de fevereiro um novo decreto contendo uma série de medidas restritivas. Entre elas, redução de público em estabelecimentos e restrição de horários.

As medidas são válidas até o dia 11 de março. Além disso, este é o segundo fim de semana de lockdown em Santa Catarina, ou seja, com serviços não essenciais fechados até as 6h de segunda (8).

Regras no fim de semana: 

Proibido

  • Comércio de rua, exceto o considerado essencial;
  • Shopping centers, centros comerciais, galerias;
  • Academias, centros de treinamento, salões de beleza, barbearias, cinemas e teatros;
  • Shows e espetáculos;
  • Bares, pubs, beach clubs, cafés, pizzarias, casas de chás, casas de sucos, lanchonetes e restaurantes;
  • Parques temáticos, parques aquáticos e zoológicos;
  • Circos e museus;
  • Feiras, exposições e inaugurações;
  • Congressos, palestras e seminários;
  • Utilização de piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos e quadras esportivas;
  • Agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas
  • e cooperativas de crédito;
  • Os eventos, inclusive na modalidade drive-in, e as reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídos excursões, cursos presenciais, missas e cultos religiosos;
  • Os serviços públicos considerados não essenciais, em âmbito municipal, estadual ou federal, que não puderem ser realizados por meio digital
  • ou mediante trabalho remoto;
  • A concentração, a circulação e a permanência de pessoas em parques, praças e praias;
  • O calendário de eventos esportivos organizados pela Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte);
  • Salões de festas e demais espaços de uso coletivo em condomínios e prédios privados.
  • Continuam proibidas aglomerações de pessoas em qualquer ambiente, seja interno ou externo, em cumprimento às regras sanitárias emitidas pela SES (Secretaria de Estado da Saúde).

O que pode: 

  • A comercialização de alimentos e bebidas por bares, cafés, restaurantes e similares somente pode funcionar no sistema delivery ou retirada no estabelecimento.
  • As atividades econômicas que não estão englobadas no decreto, como indústrias, podem funcionar, seguindo todos os protocolos sanitários estabelecidos.
  • Vale lembrar que os municípios catarinenses podem estabelecer medidas específicas de enfrentamento mais restritivas do que as previstas no decreto, a fim de conter a contaminação e a propagação da Covid-19 em seus territórios.
  • Alguns setores também foram liberados após reunião entre a Vigilância Sanitária e a Polícia Militar, realizada na tarde desta sexta-feira (5). São eles:
  • Lojas de Material de construção;
  • Construção civil;
  • Óticas;
  • Feiras de alimentos;
  • Entrega de Água;
  • Oficinas Mecânicas.

Lista de novos óbitos pela Covid-19 em Imbituba:   

01º - Homem, 67 anos, morador do bairro Arroio.

02º - Mulher, 71 anos, moradora do bairro Vila Nova Alvorada.

03º - Homem, 65 anos, morador do bairro Centro.

04º - Homem, 91 anos, morador do bairro Paes Leme.

05º - Homem, 35 anos, morador do bairro Campo da Aviação.

06º - Homem, 84 anos, morador do bairro Paes Leme.

07º - Mulher, 87 anos, moradora do bairro Campo D’Una.

08º - Homem, 69 anos, morador do bairro Portinho da Vila.

09º - Mulher, 77 anos, moradora do bairro Campestre.

10º - Homem, 46 anos, morador do bairro Arroio.

11º - Mulher, 85 anos, moradora do bairro Boa Vista.

12º - Homem, 85 anos, morador do bairro Nova Brasília

13º - Mulher, 59 anos, moradora do bairro Campo da Aviação.

14º - Mulher, 89 anos, moradora do bairro Centro.

15º - Mulher, 64 anos, moradora do bairro Sagrada Família.

16º - Homem, 40 anos, morador do bairro Vila Nova.

17º - Homem, 59 anos, morador do bairro Vila Nova Alvorada.

18° - Mulher, 50 anos, moradora do bairro Boa Vista.

19° - Mulher, 65 anos, moradora do bairro Mirim.

20° - Homem, 65 anos, morador do bairro Morro do Mirim.

21° - Homem, 83 anos, morador do bairro Nova Brasília.

22° - Mulher, 80 anos, moradora do bairro Vila Santo Antônio.

23° - Mulher, 89 anos, moradora do bairro Centro.

24° - Homem, 73 anos, moradora do bairro Centro.

25º - homem, 68 anos, morador do bairro Roça Grande.

26° - Mulher, 44 anos, moradora do bairro Guaiúba.

27º - Mulher, 86 anos, morador do bairro Vila Nova Alvorada.

28º - Homem, 91 anos, morador do bairro Centro.

29º - Mulher, 71 anos, moradora do bairro Centro.

30º - Homem, 76 anos, morador do bairro Alto Arroio.

31º - Mulher, 65 anos, moradora do bairro Centro.

32⁰ - Homem, 52 anos, morador do bairro Vila Nova Alvorada.

33⁰ - Homem, 74 anos, morador do bairro Vila Nova.

34⁰ - Homem, 39 anos, morador do bairro Campestre.

35⁰ - Mulher, 62 anos, moradora do bairro Roça Grande.

36º - Mulher, 80 anos, moradora do bairro Sagrada.

37º - Homem, 71 anos, morador do bairro Araçatuba.

38º - Mulher, 90 anos, moradora do bairro Centro.

39º - Homem, 57 anos, morador do bairro Alto Arroio.

40º - Homem, 77 anos, morador do bairro Vila Nova.

41º - Homem, 53 anos, morador do bairro Paes Leme.

42º - Mulher, 45 anos, moradora do bairro Vila Alvorada.

43º - Homem, 89 anos, morador do bairro Paes Leme.

44º - Homem, 47 anos, morador do bairro de Ibiraquera.

45º - Mulher. 62 anos, moradora do bairro Vila Alvorada. 

46º - Mulher, 65 anos, moradora do bairro Sagrada Família.

47º - Homem, 63 anos, morador do bairro Arroio.

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • morte
  • covid-19
  • coronavírus
  • pandemia
  • Arroio
  • morador
  • bairro
  • morre
  • morreu
  • óbito
  • Estado
  • SC
  • Santa Catarina
  • Amurel
  • hospital
  • São Camilo
  • Gravíssimo
  • decreto
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil