Publicidade


Notícias


Pesquise


Cerveja, Música e Papo de Boteco: cantor e violonista Róbson Freitas e o comerciante Celso Alves, representando  Guaiúba, são os convidados Cultura

Cerveja, Música e Papo de Boteco: cantor e violonista Róbson Freitas e o comerciante Celso Alves, representando Guaiúba, são os convidados

por Administrador 25-02-2021 há 1 mês 565

  • Tweet

Publicidade

Uma cervejaria, orgulhosamente, imbitubense vem levando não somente muita diversão ao público, mas também doses cavalares de cultura local, sobre Imbituba, seus bairros e comunidades nesta pandemia.  Consagrada pela qualidade, originalidade e referências culturais que incluem cervejas com os produtos locais butiá e mandioca, a Imbé também vem produzindo shows ao vivo, fomentando a economia dos artistas que ficaram sem palco devido às medidas de isolamento. 

Transmitidos via internet em todas as sextas-feiras, a partir das 20 horas, direto de sua fábrica no Bairro Village, os programas especiais têm a participação de músicos e convidados de Imbituba, Garopaba e região dos lagos. As lives são transmitidas no YouTube da Cervejaria Imbé, desde o início da pandemia, ao vivo, mas podem ser assistidas quando e onde você quiser. 

E para deixar o que é bom ainda melhor, as transmissões ganharam o reforço de memoráveis entrevistas com grandes personalidades locais, pessoas que fizeram, fazem e contam a história de suas comunidades. Selecionados convidados como os já entrevistados Cadir Cargnin, Roni Pires, Dr. Aires, Vavá do Tons de Deus, Júlio Attanasio, Dario Cabral Neto, Patrício H. Medeiros e Beto do Zé Neide batem um papo descontraído com o fundador da Imbé, o empresário e entusiasta da cultura local, Eduardo Cardillo. As selecionadas personalidades locais contam causos da vida e trazem a história de seu bairro e cidade num verdadeiro “Papo de Boteco”.

E nesta sexta-feira (27), a partir das 20 horas, é noite de muita música de boa qualidade com o talentoso Róbson Freitas, que com voz e violão promete embalar a sua noite com os grandes sucessos da música POP, MPB, entre outros gêneros. E no balcão do Boteco da Imbé, o convidado para vários dedos de prosa é o comerciante de camarão Celso Alves, de 66 anos, vividos no Bairro Guaiúba. 


De família tradicional do belo bairro do Sul de Imbituba, o carismático ex-caminhoneiro e motorista da Expresso Andorinha, vai trazer a linda história e curiosidades da comunidade, contar como era a Guaiúba de antigamente, listar as famílias antiga, relembrar a infância à beira da Lagoa do Imaruí repleta de peixes e diversão e das pastagens e plantações, os muitos engenhos hoje extintos, os "bailes à luz de pombocas", o bar do seu pai, primeiro do bairro, a experiência com os padres das Missões de 1965, os campos de futebol, a história  do Cruzeiro e seus jogos "brigados", o ahistória horripilante do macaco que sassustava os guaiubenses, entre outros causos.

Beto do Zé Neide representando o Bairro Araçatuba  e o músico Guilherme Rech

Sexta-feira de muita marchinha de Carnaval com a Banda Maluca e de grandes histórias com Patrício Amilton de Medeiros

A sexta-feira (12) de Carnaval na Live da Imbé levou trouxe as deliciosas marchinhas de Carnaval, grandes histórias das inesquecíveis festas carnavalescas em Imbituba e muita animação, embalada pelos músicos da tradicional Banda Maluca. No Boteco da Imbé, o convidado foi o expert em tamborim e outros instrumentos de percussão, PHD em carnaval imbitubense, Patrício Amilton de Medeiros. O músico é um dos fundadores e atual membro da intrépida trupe da Banda Maluka. 

Aos 61 anos, 45 deles dedicados ao Carnaval, o morador da Rua de Baixo relembrou os anos de ouro do carnaval imbitubense como os desfiles de Escolas de Samba, de Blocos de Sujos, carnavais de salão no IAC, Náutico e VNAC; além da história da Banda Maluka, as escolas de samba Império Central, Leões da Vila e Imperatriz da Colina; dos blocos Vai quem Pode, Sete e do Cacique, entre outras agremiações. 

Casado com Márcia Pedro de Medeiros, com quem tem dois filhos: o músico Marcinho Medeiros (Trombonsax) e Patrícia  que é nutricionista; o hoje aposentado do Porto de Imbituba contou que se apaixonou pelo carnaval em 1975, aos 16 anos, quando passou a integrar a banda Gualberto Pereira. Alguns anos mais tarde,  junto a outros componentes como Apolinário, João Silveira (Janga), Alzenir Ribeiro, João Batista Custódio e o próprio Gualberto,  fundou a Banda Maluka, no intuito de atuarem em datas festivas do município, como na Semana da Criança.

Casal Modão e Júlio Attanásio de Itapirubá

A sexta foi de muita animação com o talentoso Casal Modão. No balcão do Papo de Boteco da Imbé, o convidado foi empresário e corretor de Imóveis Julio Attanásio, de 63 anos, proprietário de um dos comércios mais antigos e tradicionais de Imbituba, a Lanchonete & Sorveteria Frutagel Itapirubá e que deu um show de boas histórias sobre o bairro mais ao sul de Imbituba.

A vida de Júlio se confunde literalmente com a do bairro e de suas belíssimas praias Itapirubá Sul e Norte. Profundo conhecedor da história de Itapirubá e de seus personagens e causos, ele veio ao mundo em 1957, em Tubarão, onde seu pai, que é nascido em Nápoles, na Itália, tinha um comércio.  Logo aos três anos de idade veio morar  na Vila de Pescadores, onde seu pai e amigos já buscavam refúgio nos finais de semana em busca de paz, festas e jogos de carteado. 

Hoje, Attanásio toca, junto com a esposa Bentinha, o comércio, que também é talvez hoje única banca de revistas existente em Imbituba. Inaugurada em 1986, a Sorveteria continua  na mesma rua, mesmo imóvel, na Vila dos Pescadores. Figura quase sempre presente nos sambões nos bares do bairro, o palmeirense e hercilista Júlio foi o fundador da rádio comunitária do bairro, presidente do MDB de Imbituba e da Associação de Pescadores e Proprietários de Embarcação de Itapirubá, além de Secretário municipal de Administração e Chefe de Gabinete, ambos na gestão Osny Souza Filho (MDB). 

Júlio desde sempre foi envolvido em várias vertentes sociais da comunidade de Itapirubá, entre elas a pesca. Seu pai pescava e ele mesmo pescou na juventude, sendo até hoje um ferrenho defensor dos direitos dos pescadores e das melhorias de infraestrutura no bairro onde foi o realizador da Festa Regional da Tainha, saudoso evento que ocorreu por 12 anos na Praia de Itapirubá fomentando a economia dos pescadores e atraindo milhares de turistas.

Escritor, poeta, contista e estudioso de curas espirituais e da restinga e suas ervas medicinais  

Com 46 dos seus 61 anos dedicados à criação e contação de histórias sobre a cultura local e à produção de livros, o Membro da Academia de Letras de Imbituba escreve poesias e se dedica ao desenvolvimento de romances, parte deles com temática espiritualista, psicografado. Filho de Rubens Amadei Silva e Gecy Pereira Silva. Daria é formado em Administração pela Unisul e já escreveu 46 contos, tem 26 romances estritos, nove deles publicados e à venda e mais de 2500 poemas lançados em seu Facebook. 

Sensitivo e profundo conhecedor da cura espiritual com a ajuda de caminhadas com fins terapêuticos para harmonização e equilíbrio espiritualista e infusão com ervas, a maioria presente no quintal de sua casa, a restinga das praias de Imbituba, e onde ele mesmo as colhe. Dario é um exímio contador de histórias e "estórias" da cultura de Imbituba, Garopaba, Laguna. Entre as muitas curiosidades da vida de Dario, ele tem a marca de 36 vidas salvas no canto da Praia da Vila, foi surfista na década de 1970, pescador e cozinheiro amador. Hoje aposentado, ele se dedica a observar o processo da degradação da restinga, à escrita de contos, poesias e romances; e às curas espirituais

O carismático Imbitubense brinda leitores  principalmente com seus impagáveis causos misteriosos, lendas urbanas de suspense onde medo e humor se misturam em personagens reais e fictícios dos bairros e praias. Quase 50 de suas histórias estão publicadas no Portal AHora, onde é colunista há dois anos.

Entre 1973 e 2000, Dario era, exclusivamente, poeta, mas em 2000, decidiu se transformar em romancista. Entre as surpreendentes obras, que são comercializadas por R$ 30, estão os clássicos ‘Catador de Sonhos’, ‘Uma Questão de Amor’, ‘A Ravina’, ‘Pétalas de Amor’, ‘O Segredo de Melissa’ e a ‘Caminhada do Zé Mundão’. Dario ainda é responsável por três projetos na área da Assistência Social com duas oficinas realizadas em Imaruí e São Martinho junto aos idosos em estado de vulnerabilidade.

Assista ao programa com Dario neste link: 

Manoel Marques, o Manéca do Tartaruga e da Barra de Ibirapuera, e a talentosa cantora e violonista Karen Rosa 

No primeiro programa com entrevista, a live da talentosa cantora e violonista Karen Rosa ganhou a companhia do empresário Manoel Marques,  um dos proprietários do tradicional Restaurante Tartaruga, da Barra de Ibiraquera. 

Filho do casal Olavo e Carmina, fundadores do estabelecimento que tem mais de 40 anos de excelência em frutos do mar e cultura local, Manéca contou várias histórias incríveis, repletas de nostalgia e conhecimento de seus 58 anos de vida em seu amado bairro. 

O empreendedor que assim como seus irmão foi sustentado pela pesca e pelo comércio, deu ainda uma verdadeira aula sobre a Lagoa de Ibiraquera, carinhosamente chamada por ele de “Mãe Lagoa”, por dar o sustento com frutos do mar, lazer e valorização de imóveis não só a eles, mas a centenas de famílias do município.

Assista ao programa na íntegra: 


Grandes histórias com Cadir Cargnin embaladas pelo envolvente Samba Rock de Salve Jorge  

Na sexta-feira seguinte, o palco da Cervejaria Imbé recebeu o músico Salve Jorge e na entrevista especial Cardillo conversou com outra personalidade muito querida e respeitada em Imbituba e região: o empresário, professor, economista, ex-vice-prefeito e exímio contador de histórias, Cadir Garbeloto Cargnin.

Do alto de seus 83 anos de uma vida repleta de conquistas, aprendizados, ensinamentos e muitas amizades. Cadir contou histórias e ‘causos’ sensacionais da política imbitubense, da região e do Estado, bem como de suas peripécias no futebol e no cotidiano de décadas muito bem vividas, colecionando amigos famosos e anônimos, e admiradores por onde passa, dando uma verdadeira aula sobre a história do município e de seus notáveis. 

Assista ao programa na íntegra: 


Baluarte da história imbitubense, Dr. Aires Antônio de Souza no Papo de Boteco  e o som de primeira da Banda Pulse

Seguindo um dos objetivos das Lives, e a maior de todas as premissas da da Cervejaria Imbé, que é fortalecer a cultura local, o Papo de Boteco, regado a música de primeira qualidade da Banda Pulse, recebeu na primeira entrevista de 20121, no dia 8 de janeiro, outra grande personalidade, o Médico e desportista  Dr. Aires Antônio de Souza. 

Um dos médicos mais respeitados da região, Aires falou sobre fazer o primeiro atendimento no hospital São Camilo, onde, ainda como clínico geral, atestou um dos três milagres mundiais atribuídos à Santa Paulina logo no dia de seu aniversário. 

O querido profissional de saúde e entusiasta do esporte amador de Imbituba ainda relembrou as grandes amizades pessoas, com o Padre Itamar Luiz da Costa, com o comendador João Rimsa e com o conterrâneo campeão mundial, Lico;, além de contar grandes histórias sobre a Rua de Baixo, seu time “Panela” e de Imbituba nos tempos áureos. 

Assista ao programa na íntegra: 

  


Fernando Spock, o historiador Ronaldo Pires e membros da Casa Açoriana 

E no dia 15 de janeiro, embalado por um show incrível do músico Fernando Spock, foi a vez do público conhecer histórias incríveis da cultura de Imbituba, suas famílias e principalmente de sua colonização, no bate-papo com o historiador e presidente da Casa Açoriana Freguesia de Sant’Anna, Ronaldo Augusto Pires (Roni). 

Em uma inesquecível conversa regada a cerveja de butiá e butiá curtido na cachaça, o também colunista do portal AHora trouxe ao público histórias interessantíssimas e muitas curiosidades históricas sobre como se deu nossa colonização açoriana com os originais indígenas desta terra, a estreita relação atual com o governo Ilha de Açores (Portugal), suas pesquisas sobre as origens e ramificações genealógicas das famílias tradicionais de Imbituba, além de um show de cultura com membros da Casa Açoriana situada em Vila Nova. 

Assista ao programa na íntegra:     

  

Muita Folia de Reis e dedos de prosa com Vavá, Jandira e o Grupo Folclórico Cultural Imbé  

E na sexta-feira (22), o palco da Cervejaria Imbé e o balcão do Papo de Boteco receberam o maravilhoso Grupo Folclórico Cultural Imbé, do Bairro Morro do Mirim. 

Formado pelos professores Vavá e Ana Jandira, além de Matheus e Renato, os músicos que também integram o Grupo Tons de Deus, dão grande ênfase à cultura local, e, através da música e das influências açoriana e indígena, divulgam o folclore, vários símbolos culturais locais e a origem de Imbituba. 

O divertido encontro, culturalmente rico e regado a alguns dos consagrados estilos de cerveja da Imbé, como diriam os antigos “foi longe” e encantou o público tanto musicalmente quanto nos dedos de prosas.

Assista ao programa na íntegra: 

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • Garopaba
  • Imbé
  • cerveja
  • cerveja Imbé
  • cervejaria
  • live
  • entrevista
  • música
  • Celso Alves
  • Róbson Freitas
  • Guaiúba
  • bairro
  • comunidade
  • músico
  • ao vivo
  • show
  • pandemia
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil