Publicidade


Notícias


Pesquise


Damas de Ferro conferem bases de apoio às famílias dos caminhoneiros no Porto de Imbituba e enaltecem: Geral

Damas de Ferro conferem bases de apoio às famílias dos caminhoneiros no Porto de Imbituba e enaltecem: "dos poucos do Brasil e já é exemplo"

por Administrador 22-06-2020 há 3 mêses 2723

  • Tweet

Publicidade

O Porto de Imbituba recebeu a visitas, na última semana, de Gisele Vaz, fundadora e presidente do Damas de Ferro, movimento nacional que representa esposas e filhos e de caminhoneiros, e de Cida Araújo, presidente da ONG União Nacional de Cristais e Caminhoneiros (UNCC). 

As líderes de classes vieram conferir de perto as bases de apoio instaladas pela SCPAR e Governo do Estado para que famílias dos trabalhadores do transporte rodoviário possam aguardar com conforto e segurança os trabalhos de carregamentos e descarregamentos na área portuária.

Respeitada em todo Brasil pelas muitas conquistas para a classe em apenas três anos de existência do movimento, Gisele, ao presenciar as bases funcionando, acolhendo as “damas de ferro” e seus filhos,  não escondeu a satisfação e gratidão ao diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Jamazi Alfredo Ziegler e ao governador Carlos Moisés pela iniciativa.

“Não existe uma estatística que eu tenha conhecimento, mas como a gente viaja todo o país e conhece muito as empresas públicas e privadas do Brasil, 90% dos portos brasileiros não têm uma salinha sequer destinada para as famílias dos caminhoneiros. Então, não tenho palavras para agradecer o presidente do porto, pois não ficaremos mais jogadas na rua como era antes e todas que aqui vierem vão ficar muito felizes com essas bases dentro do porto”, afirma Gisele.
Cida Araújo (E), Jamazi Ziegler e Gisela Vaz (D) reunidos no Porto de Imbituba. 

Foram instalados dois contêineres, um em cada portaria externa de acesso à área portuária. Os locais contam com área de estar, espaço kids e banheiro. Segundo Gisele, a realização das bases de apoio a surpreendeu não só pelo quase ineditismo, mas pela forma rápida como as coisas aconteceram, logo após a postagem do Movimento em redes sociais denunciando a situação e solicitando a solução. 

“Foi tudo muito rápido, diferentemente do que acontece na maioria das empresas. Publicamos a situação de uma esposa de caminhoneiro em novembro do ano passado, ela com a filhinha de 1 ano ficando 36 horas na portaria no Porto e dois dias depois o presidente do porto entrou em contato comigo. Ziegler afirmou que por ele e pelo governador Carlos Moisés o problema seria rapidamente resolvido. Por se tratar de um porto público, foi muito rápido, pois sabemos a burocracia que é”, reconhece a Dama de Ferro.

De acordo com a representante das famílias de caminhoneiros do Brasil, além de tudo, a atitude dos dirigentes catarinenses fez o Governo Federal realizar a promessa ao Movimento das Damas de Ferro que o ótimo exemplo do Porto de Imbituba será absorvido por todos os outros portos do Brasil.

"Os caminhoneiros exercem uma função fundamental no Brasil. É por meio do seu trabalho que a grande maioria das mercadorias é transportada. Todo alimento que chega a uma casa no nosso país contou com o trabalho de um caminhoneiro. Nada mais justo do que conceder às famílias desses trabalhadores um espaço adequado para que os aguardem enquanto finalizam o seu serviço. Essas bases de apoio vão trazer mais conforto para essas pessoas", lembra o governador do Estado de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva.
“A iniciativa do Porto de Imbituba, especificamente do presidente Ziegler, nos deixou muito felizes, não só por termos espaço agora aqui, mas principalmente porque foi o pontapé inicial, para servir de exemplo para os outros portos no Brasil e iniciativa privada, para os quais prestamos (caminhoneiros) serviços por aí afora”, comemora Gisele.

Segundo o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, o projeto de acolhimento desenvolvido pela Autoridade Portuária teve sua licitação realizada em fevereiro de 2020, mas, nenhuma empresa compareceu ao certame. Para que a iniciativa pudesse ser concretizada com a maior celeridade possível, foi realizado um contrato provisório de locação de contêineres, atendendo a demanda de forma emergencial, contudo, com conforto adequado às famílias.

“O processo da nova licitação já está em andamento e terá seu edital relançado em breve, com um projeto que prevê a instalação de dois contêineres de 40 pés, qualificado com estrutura completa de banheiros, chuveiro, copa, espaço kids e áreas de estar interna e externa”, projeta Ziegler.
“Só temos a agradecer e ficamos ainda mais felizes ainda por saber que o próprio Ministro da Infraestrutura  Tarcísio Gomes de Freitas, depois que enviei o vídeo que o Sr. Jamazi havia enviado pra gente dando conta que já estava tudo pronto, recebendo as esposas de caminhoneiro, falou, em palavras dele, que a iniciativa do Porto de Imbituba  vai ser levada para todos os outros”, finaliza a líder da classe. 

Sobre o Damas de Ferro

O Damas de Ferro foi fundado em setembro de 2017 por Gisele Vaz, esposa de caminhoneiro que vive em seu dia a dia a essência e as dores da profissão. É um portal para dar voz a grande parte da categoria. Gisele é reconhecida em todo Brasil por suas reivindicações para a classe caminhoneira e suas cristais, perante empresas e o Estado, para que estes cumpram de maneira adequada a legislação vigente e proporcione à categoria as mínimas condições de trabalho.

Gisele conta que o objetivo maior do projeto é trazer dignidade aos transportadores de cargas, que por muitas vezes são menosprezados e discriminados pela profissão que exercem dentro das grandes empresas. Diversas vezes estes profissionais e suas famílias são expostos a situações de constrangimento e desonra, ferindo o princípio pétreo da Constituição Federal elencado no artigo 1º inciso III, que prevê a dignidade da pessoa humana e a lei 13.103 que dispõe sobre o exercício da profissão de motorista.

O trabalho de denúncias é realizado através de mídias sociais, tendo como força a utilização do nome da pessoa física “Gisele Vaz”, que possui renome nacional, alta credibilidade, com auto padrão de engajamento de seus interlocutores. Todo esse respeito é consequência de um trabalho sério, que possui como finalidade exclusiva ajudar a classe, já que atualmente 60% de tudo que o país produz e consome é transportado por caminhões nas rodovias.

Inúmeros caminhoneiros de todo o Brasil entram em contato com “Gisele”, com o intuito de gerar denúncias com relação ao descumprimento da legislação. Tais denúncias após analisadas são levadas a público, acarretando mobilização, comoção e movimento nacional, afim de que as empresas denunciadas tomem as devidas providências para sanar o erro ou a pendência em sua estrutura e atitude perante os caminhoneiros.

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • Porto
  • SCPAR
  • Gisele Vaz
  • Cida Araújo
  • Jamazi
  • Ziegler
  • Estado
  • Carlos Moisés
  • governador
  • recepção
  • esposas
  • caminhoneiros
  • filhos
  • caminhoneiro
  • sala
  • espera
  • base
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil