Rota Ásia: Primeiro navio de contêineres chega ao Porto de Imbituba na terça-feira (5)
Publicidade


Notícias


Pesquise


Rota Ásia: Primeiro navio de contêineres chega ao Porto de Imbituba na terça-feira (5) Economia

Rota Ásia: Primeiro navio de contêineres chega ao Porto de Imbituba na terça-feira (5)

por Administrador 02-09-2017 há 11 mêses 2061

  • Tweet

Publicidade

O navio Cap San Juan, previsto para atracar no Porto de Imbituba na próxima terça-feira (5), marca a abertura de uma nova fase para a economia catarinense, dando início às escalas em Imbituba da Rota Ásia. A linha que passa a ser semanal no porto do Sul de Santa Catarina conta com 13 embarcações porta-contêineres e atravessa 19 portos entre a América do Sul e a Ásia.

A primeira embarcação chega da Argentina e será recepcionada pelo Governador do Estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo, gestores da SCPar Porto de Imbituba, responsável pela administração do porto e demais representantes das empresas Hamburg Sud e Santos Brasil, armador e arrendatário do Terminal de Contêineres (Tecon Imbituba), respectivamente.

Com 331 metros de comprimento, o gigante dos mares que atracará em Imbituba na próxima semana equivale a três campos de futebol, foi produzido em 2015, na Coreia do Sul, navega com bandeira alemã – país onde foi registrado – tem 48 metros de boca (largura) e capacidade para transportar até 10.600 TEU.

Estão confirmados 350 contêineres para a primeira escala em Imbituba, mas a perspectiva é de que esse número chegue a 750 unidades por escala até o fim de 2017.


Conquista da comunidade Portuária

Anunciada em 23 de junho deste ano, a linha Ásia é considerada pelos gestores do Porto uma conquista da comunidade portuária de Imbituba (SCPar Porto de Imbituba, Santos Brasil, sindicatos, ACIM, Facisc, práticos, rebocadores, etc.), que vinha trabalhando em conjunto há aproximadamente dois anos para atrair a escala. Na concorrência pelo serviço, o Porto de Imbituba superou dois grandes portos nacionais.

Para o diretor-presidente da SCPar Porto de Imbituba, Rogério Pupo, entre os fatores que influenciaram a escolha por Imbituba estão o fato do porto estar bem posicionado do ponto de vista tarifário e técnico.

"Temos a maior profundidade entre os portos públicos das Regiões Sul e Sudeste, nossas operações praticamente não são afetadas por mudanças climáticas na região e há uma importante facilidade de acesso, tanto terrestre quanto aquaviário, que se destacam em Santa Catarina", ressalta Pupo.