Publicidade


Notícias


Pesquise


Imunidade: Na coluna Selfie, nutricionista Cristini Fernandes elenca alimentos para você aumentar sua defesa contra doenças de forma natural Saúde

Imunidade: Na coluna Selfie, nutricionista Cristini Fernandes elenca alimentos para você aumentar sua defesa contra doenças de forma natural

# por Cristini Fernandes 18-04-2020 há 2 mêses 650

  • Tweet

Publicidade

O sistema imunológico consiste no exército que temos dentro do nosso corpo, que são nossas células de defesa. Quando falamos em exército, é porque, assim como nosso sistema de segurança, temos o coronel, capitão, sargentos e soldados. Cada célula tem a sua função e papel no combate à invasão dos microrganismos presentes no nosso dia a dia, como vírus, fungos e bactérias. 

Uma vez que o sistema autoimune está fortalecido e livre de problemas, a tendência de adoecer é bem menor, e até mesmo melhoramos problemas em diversos no âmbito das doenças autoimunes. Quando falamos em doenças autoimunes, estamos nos referindo ao cuidado exacerbado que nosso corpo em alguma situação, e ao invés de proteger, está nos atacando. Como se tivéssemos um cachorro para proteger nossa casa e ele nos mordesse.

É importante salientar que fortalecemos nosso sistema imune com a alimentação, e que diversos alimentos presentes na nossa mesa podem ajudar o organismo a funcionar melhor e diminuir os sintomas da baixa imunidade. Alimentos que você conhece e que são acessíveis podem ser introduzidos no seu cotidiano a fim de proporcionar uma melhora significante em sua saúde, mas lembre-se sempre que o acompanhamento profissional durante qualquer tipo de rotina alimentar é fundamental para os resultados positivos, principalmente quando nos referimos a suplementação. 

Há uma relação íntima e direta entre o alimento que você ingere e a sua imunidade. Isso ocorre devido ao fato de tudo que é colocado na boca, será absorvido no seu intestino e, consequentemente, será levado para a sua corrente sanguínea. Diante desse processo, todas as impurezas e detritos nocivos (que te fazem mal) que são absorvidos ficarão transitando pelo seu corpo, causando uma série de danos diversas células. Uma célula agredida por substâncias nocivas, não funcionará de maneira correta e ficará doente, gerando um altíssimo grau de reação autoimune e gerando um processo inflamatório.

Qualquer que seja a atividade nociva ao qual seu organismo seja exposto, tanto sendo alimentar ou por microrganismos vivos, isso irá afetar diretamente seu sistema imunológico, fazendo com que o mesmo entre em alerta e ataque esse “problema”. Essa é uma resposta básica em que o seu sistema imunológico põe em ação sua arma predileta: a inflamação aguda, resposta imediata a invasão ou trauma, ou a inflamação crônica (aquela que não é eliminada por inteiro, continua exposta a sua origem, e persiste).

               

 

Vitamina D

A vitamina D exerce função no sistema imune porque ela induz a manifestação de proteínas antimicrobianas pelas nossas células do sistema imunológico, e está também exerce papel antinflamatório.

Níveis adequados de vitamina D podem ser alcançados pela exposição solar segura durante o verão, e quando os exames indicarem insuficiência, deve-se procurar um profissional habilitado adequação da mesma. Altas doses de suplementação de vitamina D, aumenta a absorção de cálcio do intestino para a corrente sanguínea. Cálcio em excesso provoca efeitos tóxicos, principalmente aos rins. Assim como pessoas que tomam altas doses de vitamina C, precisam cuidar com a suplementação da vitamina D, pois vitamina C ao ser metabolizada pelo fígado, forma oxalato de cálcio, que pode levar o surgimento de pedras nos rins.

 

Vitamina C

Essa potente vitamina antioxidante é encontrada em altas concentrações nas nossas células de defesa, mas os níveis caem drasticamente durante gripes comuns quando o estresse oxidativo (excesso de radicais livres, substâncias que “alimentam-se” de suas células boas para se equilibrar). Porém vitamina C efervescentes não é suco. Seu excesso é expelido pela urina e nesse trânsito, o oxalato de cálcio, produto do seu excesso, pode-se se ligar aos outros minerais (sódio, cálcio) e formar litíase renal (pedra nos rins). A recomendação diária já está dentro de um morango, por exemplo. Doses altas também atrapalham o adaptação do atleta/praticamente de exercício físico aos treinamentos de força.

 

Ômega 3

SARDINHAS!!!!! Além de serem fornecedores de energia, são capazes de regular muitas funções celulares, com importante impacto nas células imunes.  Ajuda na integridade das nossas membranas (roupinha da célula), com função antinflamatória e auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares. Atletas cuidado com a prescrição na fase de adaptação ao exercício (48 horas a 72 horas após a atividade), pois para o corpo para se adaptar, precisa do processo inflamatório causado pela atividade física, e está ação irá interromper esse processo de adaptação do músculo.

 

Zinco

Presentes nos frutos do mar (SARDINHA, ostras, camarão), nas sementes de girassol, gema de ovo, sementes de linhaça, etc., o zinco desempenha papel importante no sistema imunológico, pelo fato de as células do sistema imune apresentarem altas taxas de proliferação (multiplicação), e este mineral estar envolvido na tradução, transporte e replicação do DNA. Como consequência, o efeito do zinco sobre o sistema imunológico apresenta melhores resultados em crianças, aumentando o controle de diarréias e infecções respiratórias, bem como favorecendo uma rápida recuperação das funções do sistema imune em crianças com desnutrição energético-protéica. Em adultos, os benefícios são evidentes em pacientes com anemia falciforme, constatando-se uma maior resistência às infecções por bactérias e vírus.

  

Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

Alho - O alho contém Vitamina A, Vitamina C, Vitamina B1, Vitamina B2 e minerais como o Cálcio, Enxofre, Magnésio, Ido, Sódio e Zinco, além de nutrientes com papel fundamental no bom funcionamento do sistema imunológico, visto que suas deficiências estão diretamente relacionadas ao aumento de doenças infecciosas. Além da vitamina C, o alho contém boas quantidades de outros elementos antioxidantes como Selênio, Alicina e Quercetina, que ajudam na proteção dos danos relacionados aos radicais livres, substâncias estas que são produzidas pelo corpo que podem ser prejudiciais, pois são associadas ao envelhecimento das células e à inflamação. Além dessas funções citadas, podemos atribuir ao alho a capacidade de reduzir a pressão arterial, abaixar o colesterol, contribuir com a glicemia sanguínea, atividade antiviral, antibactericida e proporcionar ação antifúngica.

Cebola - entre seus anéis carnosos, há uma preciosidade que atende pelo nome de frutooligossacarídeos (FOS), fibra que serve como alimentos as bactérias boas do nosso instestino, deixando o integro, ajudando na imunidade, com a redução de infecções e uma maior absorção de nutrientes caso do Cálcio, fundamental para os ossos. A FOS promove a multiplicação das bactérias benéficas que povoam a região, causando o efeito pré-biótico.

Probióticos - são micro-organismos vivos, “bactérias boas” que habitam o nosso intestino, e quando administrados regularmente e em quantidades adequadas (suplementadas), conferem benefícios na saúde do hospedeiro (homem) pela modulação das bactérias que habitam o intestino (microbiota) e garantem a imunidade. Há inúmeros mecanismos pelos quais os probióticos beneficiam a imunidade e a resistência a infecções, particularmente as infecções respiratórias e gastrointestinais. Os probióticos podem melhorar a resistência imunológica reforçando a barreira de proteção intestinal e competindo com patógenos   (vírus, fungos e bactérias ruins). É como se fosse uma guerra entre bons e ruins pela disponibilidade de nutrientes. Umas das fontes de probióticos são algumas marcas de iogurtes, chucrute, e o kefir (aquele bichinho do leite ou da água). Porém cuidado com o kefir, com a procedência do mesmo. Já fizemos analise do kefir no laboratório da faculdade onde me formei, e encontramos em algumas cepas (conjuntos), contaminação por candidíase e Escherichia coli.. O menos contaminantes seriam os de água.

Limão - um copo de limonada por dia já é o bastante para ajudar o organismo a aumentar a imunidade. Essa qualidade refere-se, principalmente, às altas quantidades de vitamina C, um dos nutrientes que mais contribuem para o bom funcionamento do sistema imunológico. A vitamina C, além de melhorar o sistema imunológico do corpo, atua como um poderoso agente antioxidante, nutrindo e protegendo as células de danos causados pelos radicais livres.  Porém, deve ser consumido assim que for cortado, pois a vitamina C é um gás e evaporam em 20 minutos, perdendo seu efeito.

Gengibre - Rico em vitaminas C, B6 e com ação bactericida, o gengibre vai muito além dos tradicionais cuidados para tratar inflamações da garganta, pois auxilia diretamente nas defesas do organismo.

Lichia - A lichia é uma fruta de origem chinesa, que passou a ser cultivada recentemente em algumas regiões do Brasil como interior de São Paulo e Minas Gerais. De tamanho inferior ao da ameixa, a lichia possui uma casca grossa que deve ser retirada antes do consumo. A sua polpa é branca e o sabor é doce, comumente comparado ao sabor da uva Itália. Rica em Vitamina C, Vitaminas do Complexo B, Sódio, Cálcio e Potássio, a lichia contém efeitos antioxidantes e, por isso, vem sendo muito usada da produção de cosméticos, com resultados eficazes no combate ao envelhecimento precoce. A fruta ainda ajuda a prevenir doenças de pele, deixando-a mais saudável e hidratada. Além disso, seu consumo ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue e a combater diversos tipos de câncer. Devido à alta presença de vitamina C em sua composição, a lichia auxilia no aumento da imunidade, além de agir como excelente anti-inflamatório.

Shitake - Existente há milhares de anos, o shitake tem uma função extremamente importante na defesa do nosso organismo. Esse cogumelo é um verdadeiro quartel general, pois produz um composto chamado de Lentinana, que age fazendo com que o sistema imunológico produza cada vez mais glóbulos brancos, aumentando assim nossas defesas.

Oleaginosas - As oleaginosas (noz, amêndoa e castanha-do-pará) são ricas em Selênio e Vitamina E. Recomendadas principalmente aos idosos, por agir no combate à diminuição das atividades imunológicas no organismo causadas pelo avanço da idade.

Beterraba - A beterraba é rica em Vitamina A, Vitamina C, Cálcio e Ferro, prevenindo e ajudando a curar doenças como a anemia. Também é rica em Nitrato, responsável por abaixar a pressão sanguínea, prevenir doenças cardiovasculares e (a função que todo corredor deveria saber) diminuir o gasto de oxigênio, melhorando o desempenho e a resistência nos esportes. Além de aumentar a imunidade, a beterraba é rica em Biotina, uma Vitamina B solúvel na água que desempenha um papel-chave nas proteínas, gorduras e hidratos de carbono metabolizantes.

Tomate - Essa fruta é um complexo de Vitaminas e Fitonutrientes. Rica em Licopeno, ajuda no combate aos radicais livres que culminam no envelhecimento e enfraquecimento do sistema imunológico. O tomate é composto também por Vitamina A, fundamental para a manutenção da integridade das células do sistema imunológico.

Rúcula, Couve, Brócolis e Espinafre e outros vegetais verdes escuros - As verduras com folhagem escuras são verdadeiros depósitos de Vitaminas A, B6, B12 e Ácido Fólico, nutrientes importantes para a maturação das células imunes e na resistência contra infecções. Rúcula, couve, brócolis e espinafre oferecem importantes componentes na formação dos glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.

Óleo de coco - O óleo de coco é uma gordura saturada e grande parte dele é composta por ácidos graxos, ácidos esses que são formados a partir da quebra da gordura pelo organismo. Dentre estes ácidos graxos, o óleo de coco é rico em Ácido Láurico, que ao ser digerido se transforma em Monolaurina, uma substância que é capaz de destruir a membrana de gordura que envolve alguns vírus. A Monolaurina também capaz de combater bactérias, fungos e parasitas do corpo humano. No entanto as bactérias da flora intestinal, que são benéficas, não sofrem nenhum dano, diferente de quando tomamos antibióticos que eliminam tanto as bactérias ruins quanto as boas de nosso organismo.

Cúrcuma (açafrão da terra, gengibre amarelo ou açafrão da índia.) – Considerado o terceiro melhor alimentos do mundo (isolado) pela medicina tradicional chinesa, a cúrcuma uma raiz pertencente a família do gengibre, contém componentes fortes de ação antinflamatória e antioxidante, antitumoral, antiviral e antifúngica. É contraindicado em caso de gravidez, necessitando de orientação médica e nutricional. Por se tratar de um alimento muito biodisponível (que se perde no meio do caminho), ela precisa ser usada junto com a pimenta preta, que vai carreá-la e protege-la até o seu destino (célula).

Própolis – é um extrato tirado da cera que protege a colmeia contra a invasão de microrganismos (vírus, bactérias, fungos e outros animais pequenos). Existem duas formas, o extrato aquoso e alcoólico, tento este último um sabor mais comunicante (amargo e ardido). Percussor do triptofano, que é percursor da serotonina que ajuda na síntese da melatonina (hormônio do sono), é indicado tomar antes de dormir. Usar 20 a 30 gotas ao dia. Grávidas, crianças, idosos e distúrbios hepáticos utilizo o aquoso. Adultos os dois.

 

    Palavras-chave
  • Selfie
  • Cristini Fernandes
  • nutricionista
  • imunidade
  • alimentos
  • alho
  • Cebola
  • Limão
  • Gengibre
  • Lichia
  • Shitake
  • amêndoas
  • Beterraba
  • Tomate
  • folhas
  • Cúrcuma
  • açafrão
  • própolis
  • Tweet
Atenção

As opiniões de nossos colunistas não expressam necessariamente a opinião do Portal AHora e são de responsabilidade dos mesmos. O espaço é aberto para a expressão pessoal, independentemente de credo, linha de atuação ou posição política, de acordo com a forma que cada um de nossos colunistas vê e sente o mundo.


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil