Publicidade


Notícias


Pesquise


Exemplo de inclusão, Apae de Imbituba realiza Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla Educação

Exemplo de inclusão, Apae de Imbituba realiza Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

por Administrador 29-08-2017 há 8 mêses 1068

  • Tweet

Publicidade

Fotos: Israel Costa/Portal AHora

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Imbituba encerrou nesta segunda-feira (28), a sua Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. O evento é realizado anualmente há mais de quatro décadas em todo o Brasil fortalecendo os direitos fundamentais de cidadania das pessoas deficientes. 

Neste ano, a Semana trouxe como tema "Pessoas com deficiências: direitos, necessidades e realizações” e a unidade imbitubense proporcionou diversas atividades de inclusão junto à comunidade, oportunizando aos alunos deliciosos passeios, trabalhos de conscientização e esclarecimentos e apresentações. 

Trabalhando há mais de 30 anos na escola, a Assistente Social da Apae de Imbituba, Maria Dagmar Nunes, conta que, na abertura, os alunos apresentaram um Boi de Mamão na escola de Vila Santo Antônio e, na quarta-feira, passearam no centro da cidade, com direito a pic-nic e entrega de panfletos com informações sobre deficiência e prevenção. 

“Na quinta, fomos a Capivari de Baixo, no Lanche da Amizade, um encontro entre todas as Apaes da região. Na sexta tivemos nosso tradicional bingo, para arrecadar recursos, pois é uma educação cara, para alunos especiais que requerem produtos especiais. Hoje, encerramos com um passeio pic-nic no sitio da professora Cris, onde eles vivenciaram com animais e coisas típicas de sítio”, conta a profissional.


Conheça o trabalho da Apae e saiba como ajudá-la

Hoje, a Apae de Imbituba oferece atendimento pedagógico, fisioterapia, naturologia, psicólogos, assistência social, médico neurologista, fonoaudiólogas. “Montamos uma programação especial, mas não comemoramos a Semana, celebramos oferecendo informações. A Apae fica aberta à visita para que todos possam conhecer o trabalho e com isso talvez possam nos ajudar. Temos um carnê para ajuda mensal e futuramente o apoio poderá ser feito via conta de luz”, antecipa Dagmar.

Os alunos também aprendem alguma atividade diária de inclusão e já fazem o café dos professores, vão ao mercado fazer compras, plantam, colhem, preparam os alimentos, fazem guloseimas, salgadinhos e pães e até os vendem. “As atividades habilitam jovens, a maioria dos alunos, que hoje ainda não teriam condições de estarem no mercado de trabalho. Entretanto, já conseguem fazer atividades aqui e em casa, estando inclusos na sociedade”, conclui a Assistente Social.


Alunos, plantam e colhem na horta trabalham e vendem alimentos e artesanatos e fazem atividades de casa 

Responsável por um Serviço de Atendimento Especializado (SAI), a Cozinha Experimental, a professora Alessandra Costa explica que na Apae Imbituba, além do trabalho com alimentos, a prática de atividades rotineiras de casa, como lavar louça, fazer café, higienização, lavar roupa estendê-la, também são vivenciadas pelos alunos que passam a ter funções. 

“Temos um horta e as verduras são utilizadas na alimentação deles aqui. Eles fazem as saladas do almoço e também são vendidas verduras para professores, funcionários e comunidade.  A venda do artesanato que eles produzem, da cantina dos alimentos e da horta, ajuda a manter nossa sala, que hoje já é autossustentável. Compramos o material do artesanato e depois de pronto o revendemos”, conta a docente.  


Segundo Alessandra, a renda da venda dos produtos vai toda para o bem estar deles. “É com essa renda que eles vão conosco ao cinema, ao circo quando está na cidade, para dar uma volta, enfim, em coisas que eles gostam como também comprar coisas de comer e ter. É importante também porque é uma maneira de trabalhar o convívio social com dinheiro, saber que não é ganho fácil, pois eles têm que produzir, vender, guardar, junta aquele dinheiro pra poder fazerem estas coisas.

"Nem todos têm convívio social fora daqui. Então usamos tudo isso para mostrar a eles que existem outros tipos de divertimento também fora da escola”, conclui a professora.


Trabalho reconhecido por alunos e pais

Para Liete Carvalho Pereira, mãe de uma aluna, a Semana é muito especial. Além do que já fazem no dia a dia, estes dias são para eles saírem, terem alguma atividade, emoções a mais. É muito importante isso, pra eles não ficarem tão fechados dentro de casa, pois aqui eles fazem muito essas saídas, passeios atividades muito importantes. Minha filha adora participar. É bem bom mesmo!”, elogia Liete.

Professores do corpo docente e profissionais que fazem da Apae de Imbituba referência na região








    Palavras-chave
  • Apae
  • Imbituba
  • inclusão
  • especiais
  • alunos
  • semana
  • deficiência
  • cozinha experimental
  • horta
  • Dagmar
  • Alessandra
  • Liete
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil