Publicidade


Notícias


Pesquise


Mapa do Turismo 2019-2021: cinco cidades de SC têm nota máxima e Garopaba e Imbituba continuam conceitos B, Laguna vai mal na avaliação Turismo

Mapa do Turismo 2019-2021: cinco cidades de SC têm nota máxima e Garopaba e Imbituba continuam conceitos B, Laguna vai mal na avaliação

por Administrador 14-09-2019 há 9 mêses 2363

  • Tweet

Publicidade

Balneário Camboriú, Bombinhas, Itapema, Florianópolis e Joinville atingiram nota máxima na avaliação do Mapa do Turismo 2019-2021, divulgado em agosto pelo Ministério do Turismo. Garopaba e Imbituba novamente foram classificadas como conceito B, e Laguna, outra cidade litorâneas da região, ficou atrás das cidades vizinhas, com conceito C. Além deles, outros 169 municípios de Santa Catarina também integram a listagem feita pelo Governo Federal.

O Ministério classifica as cidades em cinco conceitos nomeados de “A”, “B”, “C”, “D” e “E”. Essa classificação é feita levando em conta variáveis como a quantidade de estabelecimentos de hospedagem, número de empregos gerados por esses locais e a arrecadação de impostos federais destes. 

A classificação também leva em conta a estimativa de visitantes brasileiros e do exterior que vão aos municípios. Os dados do levantamento são cruzados e as cidades que possuem médias semelhantes são agrupadas em um mesmo conceito.

Criada rede de inteligência em turismo de Santa Catarina
Ronaldinho Gaúcho é nomeado Embaixador do Turismo Brasileiro
Cidades “A” são aquelas que possuem um forte aparato econômico para a área, com atrativos turísticos e um sistema hoteleiro completo. Segundo o levantamento, 62 municípios do país tem o conceito mais alto, o que representa 2,30% de todos os listados.

“Reunir os municípios em categorias é uma maneira de facilitar o investimento, de identificar e trabalhar potenciais semelhantes, é uma maneira melhor para ‘enxergar’ a realidade turística, determinar os papéis e desenvolver ações e políticas públicas”, destaca a coordenadora do curso de Gestão em Turismo do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), Fabiana Delamare.

Estados que guardam algumas características com Santa Catarina tiveram resultados piores em relação a quantidade de cidades conceito “A”. É o caso do Espírito Santo, que tem apenas a Capital Vitória, e o Maranhão com São Luís.

Cidade nota A, Florianópolis investiu em infraestrutura e promoção turística
Figurando entre as 62 cidades com melhor avaliação no Mapa do Turismo, Florianópolis recebeu um grande investimento no setor de turismo voltado principalmente para a melhoria na infraestrutura das praias e em eventos que estimulassem o setor durante meses de baixa procura.

“Desde que assumimos a prefeitura nosso trabalho se concentrou em quatro eixos principais: integração com o setor privado, melhoria na infraestrutura, promoção turística e inteligência”, afirma o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Vinicius de Lucca Filho.

Durante a última temporada de verão foram instalados 40 chuveiros nas praias da Capital. A meta para este ano é instalar outras 50 unidades. “Nós recebemos relatórios sobre os espaços públicos da cidade e vamos estruturando as ações a partir disso”, comenta Vinicius.

Outro indicativo apontado pelo secretário foram os eventos realizados na cidade durante o mês de agosto, época em que o setor de turismo geralmente está enfraquecido. Neste ano, a programação contou com 65 eventos realizados durante nove dias.

“Foi extremamente importante acontecerem todos esses eventos. Isso evidenciou a qualidade da parceira entre o setor público e o privado. Para o ano que vem, esperamos que agosto tenha uma programação com mais de 80 eventos”, afirma.

Mesmo com o bom resultado na classificação no Mapa, questões relacionadas à mobilidade urbana, aos ambulantes e a infraestrutura ainda precisam ser resolvidas. “Estamos trabalhando em grandes obras como a ‘Operação Asfaltaço’ e o alargamento da faixa de areia em Canasvieiras, para garantir a satisfação dos turistas”, aponta Vinicius.


Maioria dos municípios catarinenses são “A”, “B” e “C”

“A”, “B” e “C” somam 16% dos municípios catarinenses listados. Eles concentram 96,7% da demanda de visitantes internacionais e 88,7% dos turistas brasileiros. Em Santa Catarina,  Blumenau, Chapecó, Garopaba estão na categoria “B”, enquanto Brusque, Itá e Tubarão são “C”.

A maioria dos municípios catarinenses está classificada no conceito “D”, representando 56% dos mapeados. Essas cidades podem não ser polos turísticos, mas podem cooperar fornecendo mão de obra, serviços e produtos associados ao turismo.

Contudo, a falta de investimentos nessas cidades também prejudica seus desenvolvimentos. “Há questões indiretas que podem não favorecer o fluxo, como o acesso, visto que os principais aeroportos estão localizados no litoral”, comenta Fabiana.

Santa Catarina tem 13 regiões turísticas mapeadas

Além dos municípios, o Mapa do Turismo também listou as regiões turísticas presentes em cada Estado. Santa Catarina tem 13, uma a mais do que o último levantamento.

São elas Caminho dos Canyons, Caminho dos Princípes, Caminhos da fronteira, Caminhos do Alto Vale, Caminhos do Contestado, Costa Verde & Mar, Encantos do Sul, Grande Florianópolis, Grande Oeste, Serra Catarinense, Vale das Águas, Vale dos Imigrantes e o Vale Europeu.

A região mais bem avaliada é a Costa Verde & Mar que reúne as cidades de Bombinhas, Porto Belo, Ilhota, Balneário Piçarras, Camboriú, Itajaí, Itapema, Balneário Camboriú, Navegantes e Penha.

Outros destaques são a Grande Florianópolis e o Caminho dos Príncipes, que concentra cidades do Nordeste, Litoral e Planalto Norte de Santa Catarina. Ambas contam com cidades nota “A”.


Número total de cidades turísticas diminui

No total, 2.694 cidades de 333 regiões turísticas brasileiras foram listadas pelo Ministério. O número é menor se comparado ao último levantamento feito em 2016, quando 3.286 municípios estavam mapeados. A diminuição é resultado das novas exigências adotadas para a inclusão.

De acordo com a nova exigência, os municípios têm que ter um orçamento próprio destinado ao turismo e possuir prestadores de serviços registrados no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos), do Ministério do Turismo.

“Essa mudança diminui o número de cidades mapeadas, pois impôs mais exigências aos municípios ligadas principalmente às questões de organização”, afirma o Ministério do Turismo.

O mapa também faz uma classificação quando as regiões turísticas do país. Neste caso, duas novas regiões foram adicionadas ao mapa que agora soma 333. Esse é o maior número de regiões mapeadas desde a primeira edição do mapa do turismo feira em 2013.

    Palavras-chave
  • Garopaba
  • Imbituba
  • Laguna
  • Florianópolis
  • nota
  • avaliação
  • Mapa
  • Turismo
  • 2019-2021
  • critérios
  • Bombinhas
  • Balneário
  • Camboriú
  • Itapema
  • Joinville
  • cidades
  • turistas
  • desempenho
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil