Publicidade


Notícias


Pesquise


Na coluna Crítica Quântica, Beto Ferreira fala sobre religiões e lança alguns questionamentos Artigos

Na coluna Crítica Quântica, Beto Ferreira fala sobre religiões e lança alguns questionamentos

# por Beto Ferreira 07-09-2019 há 1 semana 416

  • Tweet

Publicidade

Olá meus Queridos Amigos!!! Paz e Luz a Todos!!

Religião

Você tem uma religião? Sim? Que bom!!!
Não? Que bom!!! Eu também não!!! 

Aliás, eu tinha, agora não tenho mais. A minha religião era muito curiosa, a começar pelo nome do Sacerdote Mor que comandava seus fiéis, que era o mesmo que comida de bebê (rss)... Se eu fosse descrevê-la, seria mais ou menos assim: geralmente na véspera ou no dia em que os pagãos reverenciavam o deus sol, a gente costumava se reunir e fazer sacrifícios de sangue em frente a um instrumento de tortura, suplicando perdão pelos pecados cometidos, que a gente nem mesmo sabia da sua existência ou veracidade.

Éramos doutrinados a amar e obedecer a um Ser Superior que, segundo o que nos era ensinado, ficava nos vigiando, anotando todos os nossos pecados, e, se não nos comportássemos bem, ele nos enviaria para um local onde arderíamos em chamas, por toda a eternidade, por um único motivo: Ele nos amava!!! Curioso, não? Você sabe que religião é essa? Aposto que sim, só não imaginava olhá-la sob essa ótica. Se ainda não matou a charada, eu a revelo no final deste artigo...
Pois é... Religião... Mas afinal, o que é religião? Para que serve?

Bem, religião significa religação. Ligar novamente uma coisa à outra, ou algo a alguém. Nesse caso, religar o homem a Deus, seu Criador. Mas, como eu já falei anteriormente aqui nesta coluna, se Deus está dentro de cada um de nós, para que ir até um templo para encontrá-lo? Não seria isto um contrassenso? Ou seria mais confortável, para nós e para os homens que estão no comando das religiões, se a gente ofertasse certa quantia em dinheiro e eles intermediassem um acordo com Deus, e Ele perdoaria todos os nossos pecados, ou daria uma ‘força’ na nossa vida financeira ou amorosa? 

Então esses senhores utilizariam essas doações para fins humanísticos e de outras naturezas, tipo: a compra de comida, de roupas e remédios para os mais necessitados; de terrenos para a construção de outros templos; de ouro, pedras e metais preciosos para a decoração dos mesmos; de parlamentares para que as igrejas continuem isentas de impostos; Iates de luxo e jatinhos para a locomoção suas e de seus subordinados e, talvez, até ilhas particulares, para descanso desses nossos heróis, que tanto trabalham para nos ajudar...

Todas as religiões cristãs pregam a volta de Jesus. Pregam que ele voltará para o arrebatamento e levará consigo os seus escolhidos, e diante disso eu me ponho a pensar: como será este dia? Ele vai chegar para o Papa e para os outros bispos de outras igrejas e falar: ‘muito obrigado por tomar conta dos meus fiéis, mas agora se levante desta cadeira que eu vou me sentar aqui e daqui para frente é comigo, a partir de agora eu vou tomar conta do meu rebanho’... Como você acha que seria a reação do Vaticano e das outras Congregações? Acreditariam e aceitariam tudo ‘numa boa’...?   

Outra coisa, somos mais de 7 bilhões de irmãos, aqui, nesse planeta e em torno de 1/3 são cristãos. Isso representa algo próximo a 2,5 bilhões de pessoas. Então, segundo eles, Jesus voltará à terra e levará consigo somente os que acreditaram nele. Mas, e os outros 4.5 bilhões? (em sua maioria muçulmanos e budistas) que não acreditam ou que não tiveram acesso aos seus ensinamentos, como ficarão? Não alcançarão a salvação? Você acha isso justo? E se fosse o contrário? Se fosse, por exemplo, Buda que viesse buscar seu rebanho e deixasse você de fora, uma vez que você não é budista?

Talvez você possa pensar que eu sou tendencioso, descrente ou maluco, então vamos a alguns fatos, e você sabe que contra fatos não há argumentos: Existe um grupo de estudos que foi criado nos Estados Unidos por vários pesquisadores de ponta, chamado “Jesus Seminar”, que tem por finalidade vasculhar, estudar e separar o que historicamente foi proferido por Jesus e o que foi atribuído a ele, ou o que foi teologicamente inventado, para ser mais exato. Segundo estes estudos (baseados em livros de história), apenas 18% do que está escrito nos Evangelhos Canônicos vieram do Jesus histórico, ou o que realmente aconteceu. Não é de se espantar, pois o primeiro evangelho a ser escrito foi o de Marcos, há quase 40 anos após a morte de Jesus, isto sem falar de outros materiais que foram ‘cuidadosa e ‘estrategicamente’ excluídos da Bíblia, como os livros de Judite e o Evangelho de Tomé, já que esse último entrava em contradição com o Evangelho de João, sem citar outros mais.

Em 2006, foi publicado nos Estados Unidos, o Atlas das Religiões, que, baseados em pesquisas bastante acuradas, nos trouxe a informação de que, no planeta terra, haveria algo em torno de 33.800 seitas (ou religiões) cristãs diferentes. Isto em 2006, há mais de 12 anos (este artigo foi sendo escrito em 2018). Mas o que isto significa? Significa que existem mais de 33.800 interpretações diferentes do Novo Testamento, ou a interpretação de quem seria esta Personalidade Crística, na qual é a referência de Vida para, praticamente, todo o mundo Ocidental. 

E a diversidade continua:

No início do século passado, através do pensador e humanista argentino Carlos Bernardo Pecotche, nasceu a Logosofia, intitulada por ele a Ciência da Vida, no qual através da sua vasta obra literária e método próprio, revela ao homem conhecimentos de natureza transcendentes e conhecimentos sobre o próprio homem, seu processo de evolução consciente, de Deus, do Universo e suas Leis. 

Praticamente na mesma época, foi criada no Japão, pelo líder espiritual Massahari Taniguchi a Seicho-No-Ie, que, podendo ser considerada tanto Religião como Filosofia de Vida, tem em seus ensinamentos que o Homem é filho de Deus, e baseado no tripé Amar, Perdoar e Agradecer, transcende inclusive o sectarismo religioso, pois acredita que as religiões são luzes de salvação Divina e que o mundo material é projeção da mente humana.

Do Japão também vem outro movimento religioso chamado Mahikari, que através do Omitama, medalha dourada sagrada que, segundo eles, está conectada a Deus através de ondas espirituais, possibilita ao praticante exercer a purificação dos seres através da imposição das mãos, bem como sua elevação espiritual e qualidade de Vida.
Estes são apenas alguns exemplos de seitas, ciência e religiões conhecidas, isso sem falar no Ho’oponopono, nas sociedades secretas e/ou discretas, que se baseiam em artigos religiosos para doutrinarem seus adeptos, e nas que sacrificam animais em seus rituais, dentre outras...



Mas vamos nos concentrar e observar apenas as religiões que se baseiam no Novo Testamento: tem religião que guarda o sábado, outras o domingo; umas pessoas preferem morrer a receber doação de sangue e não se manifestam nem parabenizam o aniversariante no seu dia, outras pessoas não comem certo tipo de carne ou frutos do mar; outras não comemoram a Páscoa, outras o Natal, tudo devido a sua religião, enfim, um mar de diversidades para quem acredita em um mesmo ser, e que, segundo sua crença, retornará um dia ao planeta terra para levar consigo seu rebanho.

Agora a pergunta que eu lhe faço é: em sua opinião, qual dessas religiões é a verdadeira? 
Interessante, não é mesmo??? 

Bem, eu acredito que a melhor religião é aquela que a pessoa se sente mais confortável e feliz, obviamente que cada um de nós está em um estágio evolutivo diferente e necessita de uma ou outra religião para se apoiar, em função da nossa condição humana, 

Mas, e se você tentar convencer outra pessoa que a sua religião é melhor que a dela? E se ela, por sua vez, tentar provar para você que a dela é melhor que a sua? Ai, ai ,ai... Eu já vi esse filme antes...

Não é anormal no oriente médio homens serem treinados e doutrinados a se revestirem com explosivos e se infiltrarem em lugares com grande concentração de pessoas e atentarem contra a vida delas, mandando tudo pelos ares, simplesmente pelo fato de acharem que o seu Deus é melhor que o Deus delas, e, como recompensa por este “ato heroico”, entrarão no Paraíso e terão várias mulheres virgens lhe esperando... Isto é a mais pura e cruel verdade.

E você? Também é fundamentalista? Observe-se perante este assunto e tire suas próprias conclusões, inclusive agora, lendo este texto!

Na minha modesta opinião, religião é uma questão geográfica!!

Ah, e por falar em Natal, deixe eu lhe fazer uma pergunta: Por que é que a Pepsi-Cola não utiliza o Papai Noel em seus comerciais na época de Natal? Você já observou isso??? Se você não sabe, eu já lhe conto.

O que eu costumo ouvir com relação à Bíblia é que ela é a palavra de Deus na terra e que é através do que está escrito nela que nós devemos nos comportar e regrarmos nossas Vidas. Ouvindo isso e conversando com alguns amigos religiosos eu questionei: então porque o próprio Deus não se manifesta pessoalmente para nós, por que ele deixaria tudo escrito em um livro, cuja versão mais recente data de cerca de mais de dois mil anos? Uma vez que, hoje em dia a tecnologia criada pelo próprio homem faz com que a comunicação entre as pessoas fique cada vez mais fácil e acessível, e sendo Deus o criador de tudo, seria óbvio que Ele deteria uma tecnologia muito superior à nossa para poder se comunicar conosco. A resposta dada foi que Ele se enfureceu porque o homem pecou e desobedeceu suas ordens e portanto, Ele se retirou, deixando suas Leis escritas em alguns livros. Novamente eu questionei: mas se foi Ele quem nos criou, certamente saberia das nossas limitações e fraquezas e , consequentemente, não seria novidade para Ele se o homem falhasse em alguns pontos, como desobediência ou teimosia, para ser expulso do Paraíso e perder de vez a comunicação com Ele. Para mim isso não faz o menor sentido. O que você acha?

Pense: se você colocasse uma criança em uma sala repleta dos mais variados brinquedos e dizer a ela que ela pode brincar com qualquer um deles exceto ‘aquela bolinha vermelha ali do canto’, e depois de falar você sair da sala, em sua opinião, qual o primeiro brinquedo que essa criança iria procurar?...  Pois é... Foi mais ou menos isso que aconteceu...

Penso desta forma: nós, seres humanos, somos dotados de inteligência e capacidade de resolver nossos próprios problemas e nos adaptarmos aos mais diferentes tipos de situações, no entanto, sempre nos ensinaram que o nosso destino, futuro e sorte advém da vontade de um Ser que fica nos observando e, dependendo do nosso comportamento, Ele nos concede o que almejamos ou não, segundo sua vontade, tirando praticamente toda a responsabilidade de nós mesmos sobre nosso futuro.

Se as pessoas acreditassem mais no seu potencial, se estudassem mais, se se preparassem e se capacitassem mais para o que elas se propuseram a fazer, seja um concurso, uma faculdade, ou qualquer outra coisa que o valha, talvez essa dependência da religião fosse diminuindo e elas teriam uma vida mais segura e feliz, porque, sem querer ofender ninguém, através das minhas observações, na grande maioria dos casos, quanto mais esclarecida a pessoa se torna, menos dependente da religião ela fica, mas como falei, esta é a minha opinião.

Para finalizar, eu lhe dou uma dica: 

Pratique o Princípio da Descrença: Não acredite em nada, nem mesmo no que foi escrito aqui. O Interessante é você mesmo fazer as suas próprias pesquisas sobre este tema e tirar suas próprias conclusões, entretanto eu sugiro que você faça sua pesquisa em diferentes fontes, pois pior do que não ler, é ler um livro só...

Se você não matou a charada acima, eu fui batizado, criado e quase crismado na igreja católica, porém, depois de começar a estudar e me informar sobre estes assuntos, eu observei que isso não era mais para mim. Que não vai ser o Papa, um Padre ou um Pastor que vai dizer para mim o que é certo ou o que é errado e de que maneira eu devo pensar ou agir, uma vez que eu acredito que se todos seguissem os dois principais mandamentos, que é amar a Deus sobre todas as coisas e teu próximo como a ti mesmo, não haveria necessidade de religião alguma. 

Hoje eu sou um homem livre e sinto Deus cada vez mais próximo de mim (claro, Ele está dentro de mim...Rsss), e além do mais, Deus está também no conhecimento. Ele não vai ficar bravo nem chateado com você se você se tornar mais estudioso, culto, inteligente e feliz, e, consequentemente, fazer também as outras pessoas felizes.

Pense nisso!!!
Pra finalizar: O Papai Noel é um personagem que foi criado pela Coca Cola.
Obrigado pela leitura a até o próxima!!!
    Palavras-chave
  • Crítica Quântica
  • Beto Ferreira
  • coluna
  • catolicismo
  • evangélicos
  • adventista
  • cristãos
  • cristianismo
  • budismo
  • Jesus
  • Buda
  • Ho’oponopono
  • mahikari
  • Omitama
  • religiões
  • Deus
  • Tweet
Atenção

As opiniões de nossos colunistas não expressam necessariamente a opinião do Portal AHora e são de responsabilidade dos mesmos. O espaço é aberto para a expressão pessoal, independentemente de credo, linha de atuação ou posição política, de acordo com a forma que cada um de nossos colunistas vê e sente o mundo.


Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
48 9 9998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil