Publicidade


Notícias


Pesquise


Em greve há quase uma semana, servidores de Imaruí programam manifestação durante Sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira Geral

Em greve há quase uma semana, servidores de Imaruí programam manifestação durante Sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira

por Redação 15-07-2019 há 4 mêses 741

  • Tweet

Publicidade

Servidores públicos municipais da área da educação de Imaruí mantêm a paralisação iniciada na última terça-feira, dia 9 de julho, e Sindicato da categoria convida, através de nota, profissionais da Educação, pais e alunos da rede pública para participarem da Sessão da Câmara de Vereadores, a ser realizada no final da tarde desta segunda-feira (15), no plenário da Casa.

Os trabalhadores – entre eles professores, motoristas, merendeiras e agentes de educação - cobram do prefeito Rui José Candemil Jr. a reposição de perdas salariais, o pagamento de horas-extras aos motoristas da Educação e da Saúde e o pagamento do piso nacional dos professores e dos agentes de saúde.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Imaruí, Evaldo da Silva, explica que o convite para participar da Sessão – e da manifestação, a partir das 18h desta segunda -  tem por objetivo buscar o apoio dos parlamentares de Imaruí e fortalecer o engajamento da sociedade imaruiense como um todo. 

Segundo o presidente do Sindicato, na última semana, a Prefeitura, com o objetivo de tentar enfraquecer o movimento dos trabalhadores, resolveu, por meio de decreto, sem consultar servidores, estudantes e pais, antecipar as férias escolares e, assim, funcionários e alunos teriam este período “de descanso”.

Evaldo comunicou que os trabalhadores estiveram reunidos com vereadores na última quinta-feira, dia 11, e nada conseguiram.

"O Prefeito em nenhum momento apareceu pra atender a Comissão. Simplesmente mandou um projeto para a Câmara que dá reajustes somente aos professores", pontuou o sindicalista que espera na manifestação da noite desta segunda encontrar respostas “mais efetivas” dos representantes do povo.

"As outras categorias que estão engajadas no movimento não têm garantia de receber seus direitos. E eles também estão pedindo reajuste salarial, diminuição da jornada de trabalho e o aumento do vale alimentação. Nós professores não vamos aceitar receber reajustes sozinhos e o projeto do piso salarial ser aprovado enquanto o prefeito nada fizer pelas outras categorias. Por isto a greve continua, mesmo com a antecipação do recesso escolar", afirmou uma as professoras engajadas no movimento e que preferiu não se identificar com medo de represálias.

Candemil Jr. disse à imprensa que o momento financeiro é difícil para todos os municípios, mas que a administração municipal está disposta a implantar o piso salarial do magistério e para tal, há cerca de dois meses, vem tratando do assunto com o Sindicato da categoria. 

    Palavras-chave
  • Imaruí
  • greve
  • professores
  • Sessão
  • Câmara
  • paralisação
  • sexto
  • dia
  • vereadores
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
48 9 9998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil