Publicidade


Notícias


Pesquise


Mediação de conflito no ambiente escolar é tema de encontro de gestores escolares de Garopaba, Paulo Lopes e Palhoça Educação

Mediação de conflito no ambiente escolar é tema de encontro de gestores escolares de Garopaba, Paulo Lopes e Palhoça

por Administrador 21-06-2019 há 1 ano 773

  • Tweet

Publicidade

O Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) Granfpolis realiza mais um módulo do programa Gestores Escolares em Movimento, desta vez envolvendo Garopaba, Paulo Lopes e Palhoça. Dentro da temática Ambiente Educativo, o tema central é mediação de conflito no ambiente escolar. 

Cerca de 400 diretores e coordenadores pedagógicos de escolas municipais das 21 cidades que fazem parte da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (Granfpolis) participam dos encontros. Esta semana Palhoça recebeu os diretores de Garopaba, Paulo Lopes e cidade sede.

O assunto tem ganhado destaque devido à frequente ocorrência de episódios de violência nas escolas. Os conflitos ocorrem entre alunos, aluno e professor, professor e pais, professor e gestor, pai e gestor, enfim, são diferentes atrativos e motivos que levam a desentendimentos e cabe ao gestor da escola ter o comando, fazer a mediação e buscar a solução.

Para o facilitador do encontro, o garopabanese Marcos Silva, especialista em Autoconhecimento e Aprendizagem de Competências, existem três motivos principais para tratar desse assunto. 

“Conflitos estão presentes na vida de todos e não seria diferente na comunidade escolar. Então, aprender a lidar com conflitos de um modo mais produtivo ajuda a minimizar o desgaste emocional dos gestores escolares e demais educadores. Além disso, o ambiente escolar, nos dias de hoje, é palco para inúmeros desafios, problemas, e até violência, os quais podem levar a uma cultura destrutiva ou construtiva - no caso daqueles ambientes onde o tema mediação e resolução de conflitos é estimulado por parte dos educadores. O enfrentamento de conflitos, de forma preparada, pode ser uma oportunidade não só para o desenvolvimento dos gestores, mas um exemplo prático para professores e alunos de como trabalhar, simultaneamente, muitas das competências da Base Nacional Comum Curricular, como comunicação, autoconhecimento, responsabilidade, empatia e cooperação”, explica Silva.

O especialista traz aprofundamento teórico e estudos de caso com trocas de experiências e contextualizações, além da elaboração de um plano para aplicação no cotidiano dos diretores com todas aquelas habilidades e conceitos sobre a mediação de conflitos estudadas no encontro. 

“O principal desafio é acabar com a cultura de enfatizar exclusivamente a abordagem corretiva, imediata, e passar a estimular uma abordagem preventiva e proativa na solução dos conflitos. Os diretores recebem conteúdo para leitura preliminar e no curso tem um momento agradável, prático, conduzido com leveza e abordando temas tão úteis para o dia a dia de trabalho deles. Uma boa mediação de conflitos começa por oportunizar a boa comunicação entre as partes. E é isso que temos nos encontros”, destaca o morador de Garopaba.

Entre os dias 11, e 13, Florianópolis recebeu os gestores da capital, de Antônio Carlos, Biguaçu, São José, Santo Amaro da Imperatriz e São Pedro de Alcântara. A agenda de encontros continua ao longo deste mês. Em Canelinha, o encontro será nos dias 25 e 26, com a participação dos municípios de Nova Trento, Tijucas, São João Batista, Canelinha e Major Gercino. Para fechar o módulo, São Bonifácio sedia o encontro dos profissionais de São Bonifácio, Rancho Queimado, Alfredo Wagner, Leoberto Leal, Angelina, Anitápolis e Águas Mornas, no dia 27 de junho.

Sobre o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE)

Em algumas regiões brasileiras, prefeituras, escolas e educadores parecem ter encontrado um caminho: atuar em regime de colaboração por meio da implantação de Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADE). Os arranjos são um modelo de trabalho em rede, no qual um grupo de municípios com proximidade geográfica e características sociais e educacionais semelhantes buscam trocar experiências, planejar e trabalhar em conjunto - e não mais isoladamente, somando esforços, recursos e competências para solucionar conjuntamente as dificuldades na área da educação. A proposta dos Arranjos foi homologada pelo MEC em 2011, e incluída como uma opção para o alcance das metas e das estratégias previstas no Plano Nacional de Educação, aprovado em 2014 (artigo 7º, parágrafo 7º).

O Brasil possui atualmente 11 ADEs, com cerca de 187 municípios trabalhando nesse modelo de colaboração, e alguns já conquistaram avanços consistentes que indicam que estão no caminho certo. Dedicado a estudar e a difundir a metodologia dos ADEs no Brasil, o Instituto Positivo é parceiro da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis (GRANFPOLIS), em Santa Catarina, e, em uma articulação pioneira, lançaram em 2015 o primeiro ADE do Sul do País.

Atualmente, os 21 secretários de educação da região e as suas equipes trabalham de forma conjunta, a fim de alcançar as 4 metas territoriais, definidas em comum acordo e que visam melhorar a qualidade do ensino no território. No ano de fundação do ADE, 16% dos alunos das redes municipais estavam em situação de distorção idade/ano escolar. Portanto, a plena alfabetização, a redução da evasão e da reprovação escolar foram consideradas metas prioritárias. Em 2017, após uma parceria com o Instituto Ayrton Senna, 1.200 alunos, de 14 dos municípios, receberam atenção especial e participaram tanto de programas de melhoria da alfabetização quanto de aceleração da aprendizagem. Ao final do ano, 92% dos alunos que participaram dos programas de alfabetização foram plenamente alfabetizados. E, 100% dos alunos que participaram das ações de correção de fluxo, foram aprovados para progredir em pelo menos um ano escolar.

Sobre o ADE Granfpolis

Dedicado a estudar e a difundir a metodologia dos ADEs no Brasil, o Instituto Positivo é parceiro da Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis (Granfpolis), em Santa Catarina. Com a Granfpolis, em uma articulação pioneira, lançaram, em 2015, o primeiro ADE do Sul do País. Atualmente, 21 secretários de educação da região e as suas equipes trabalham de forma conjunta, a fim de alcançar as quatro metas territoriais, definidas em comum acordo e que visam melhorar a qualidade do ensino no território. Em 2014, ano anterior à fundação do ADE, 16% dos alunos das redes municipais que compreendem o Arranjo estavam em situação de distorção idade/ano escolar. No total, 1.200 alunos, de 14 municípios, receberam atenção especial e participaram de programas de alfabetização e de aceleração na aprendizagem. Destes, 100% chegaram ao final de um ano em condições de fazer a progressão de nível. Eliziane conta que o maior problema era a alfabetização. “Com a implantação de metodologias específicas para alfabetização e correção de fluxo, 92% dos alunos atendidos saíram plenamente alfabetizados. Crianças que antes estavam excluídas da rotina diária da sala de aula, sem conseguir decifrar as palavras, hoje estão lendo um livro”, comemora Eliziane.

Sobre o Programa Gestores Escolares em Movimento

Lançado oficialmente no dia 10 de setembro, em Florianópolis, o programa nasceu da identificação de uma demanda dos diretores escolares e compõe uma das metas do ADE. Trata-se de encontros periódicos para troca de experiências, reflexão, colaboração e integração do trabalho coletivo do ADE. A programação é 100% gratuita, sendo único custo para os municípios o deslocamento dos profissionais para os polos, definidos dependendo da demanda de cada microrregião.

As atividades serão desenvolvidas tanto por meio de encontros presenciais, como a distância. Os temas a serem trabalhados em cada módulo respondem às demandas do dia a dia dos gestores e foram alicerçados nos Indicadores da Qualidade na Educação, propostos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP): Ambiente Educativo; Prática Pedagógica; Avaliação; Gestão Escolar Democrática; Formação e Condições de Trabalho dos Profissionais da Escola; Ambiente Físico Escolar; e Acesso, Permanência e Sucesso na Escola.


    Palavras-chave
  • Garopaba
  • Paulo
  • lopes
  • Paulo Lopes
  • Palhoça
  • Marcos
  • Silva
  • facilitador
  • especialista
  • mediação
  • conflito
  • ambiente
  • escolar
  • gestores
  • Granfpolis
  • escolares
  • ambiente
  • região
  • Tweet

As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 9 9115.3099
Inbox no Facebook

portalahora@gmail.com

Localização

Imbituba - SC Brasil