Publicidade


Notícias


Pesquise


Segurança

"Capeta me cegou": Polícia Civil prende assassino de Daniel, descobre que os dois eram amigos e que morte foi por engano, na Praça de Laguna

por Administrador 08-02-2019 há 2 mêses 2426

  • Tweet

Publicidade

A Polícia Civil de Laguna, por intermédio da sua Divisão de Investigação Criminal (DIC), cumpriu o mandado de prisão contra M.F.V, de 18 anos, responsável pela morte, “por engano”, de Daniel Roberge Júnior, de 19 anos, ocorrida em meio a uma multidão, na madrugada do último dia 2, na praça do Villa, no Mar Grosso, em Laguna.

O autor do crime estava escondido em um apartamento de familiares, em São José, na Grande Florianópolis, desde o dia do crime. Segundo a Polícia Civil, o jovem, que acabou de atingir a maioridade, tinha a intenção de sair do Estado. 

De acordo com as investigações, o autor do crime já saiu de casa na fatídica noite com a intenção de executar um desafeto seu, integrante de uma organização criminosa rival. O alvo, contudo, estava em um grupo, no meio da Praça do Villa, justamente o que Daniel, que era amigo de M.F.V. também estava. 

 “Após discussão no meio da própria Praça do Vila, que recebia cerca de 100 pessoas, ele acabou efetuando disparos, vindo a descobrir apenas no dia seguinte que havia matado um amigo seu, já que o desafeto havia fugido do local, assim que percebeu que seria morto”, explicou o delegado Bruno Fernandes, coordenador da DIC de Laguna. 

Em interrogatório, o investigado confessou o crime e forneceu os pormenores de sua execução, alegando que “ficou cego por conta do capeta” e não viu que atirou no amigo. Ele segue detido junto à Unidade Prisional Avançada de Laguna.

O desfecho das bem-sucedidas investigação e operação só se deu por conta do imenso apoio da população lagunense, que, no dia seguinte ao homicídio, passou a realizar diversas denúncias anônimas ao telefone do próprio Delegado. “Estes fatos que vieram a antecipar e auxiliar - e muito - a finalização da presente investigação”

Em interrogatório, o investigado confessou o crime e forneceu os pormenores de sua execução, alegando que "ficou cego por conta do capeta". Segue, desde então, recluso junto à Unidade Prisional Avançada (UPA) de Laguna.

    Palavras-chave
  • Laguna
  • Mar Grosso
  • homicídio
  • engano
  • Daniel
  • prende
  • assassino
  • facção
  • organização
  • São José
  • praça
  • Villa
  • multidão
  • tiro
  • execução
  • Polícia Civil
  • delegado
  • Bruno Fernandes
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil