Publicidade


Notícias


Pesquise


Justiça mantém preso imbitubense acusado de bater na ex-mulher, ameaçá-la e agredir delegado e agentes na Delegacia Segurança

Justiça mantém preso imbitubense acusado de bater na ex-mulher, ameaçá-la e agredir delegado e agentes na Delegacia

por Redação 25-01-2019 há 3 semanas 2113

  • Tweet

Publicidade

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou, nesta quinta-feira (24) o habeas corpus impetrado em favor de um homem que cometeu violência doméstica e descumpriu medida protetiva em Imbituba.

O agressor também causou tumulto, voltou a ameaçar a ex-mulher e desacatou o delegado no interior da Delegacia de Polícia. O fato aconteceu em novembro do ano passado. O casal era morador do Centro de Imbituba.

Segundo informações da Polícia, J.P.C., de 28 anos, natural de Imbituba, chegou sozinho à Delegacia no momento em que a ex-mulher informava que ele não estava respeitando a Medida Protetiva decretada pelo Judiciário.

Mesmo informado de que não poderia manter contato com a vítima, o homem insistiu e descumpriu a ordem judicial. Ele teve que ser retirado pelos agentes da DP, mas retornou momentos depois, acompanhado do pai, irmão e cunhada.  

Na Delegacia, transtornado, novamente o acusado desobedeceu às ordens dos policiais civis e foi preso, não sem antes resistir violentamente à ordem de prisão, voltar a ameaçar a ex-mulher e tentar agredir o delegado Raphael Rampinelli, da DPCo de Imbituba.

Na ocasião, os policiais precisaram efetuar inclusive disparo de arma de fogo contra o chão para tentar controlar o tumulto generalizado protagonizado por ele e por seus familiares.

J.P.C. foi solto dias após a ocorrência e preso novamente no início de dezembro, após a Justiça decretar a prisão preventiva do agressor solicitada pelo delegado Rampinelli, da DPCo de Imbituba e que presenciou toda a confusão.  

A magistrada entendeu que suas ações “caracterizam agressividade desmedida e incontrolável, de forma que sua soltura seria um risco à ordem pública”.

A prisão preventiva, solicitada pelo próprio delegado Rampinelli, da DPCo de Imbituba, considerou a desembargadora, “foi o recurso para garantir a execução das medidas protetivas de urgência e a integridade física da vítima, visto que o paciente insiste em desrespeitar a ordem judicial e continuar com as ameaças, o que demonstra a possibilidade de uma tragédia”.

    Palavras-chave
  • Delegacia
  • habeas
  • corpus
  • agressor
  • ex-mulher
  • medida
  • protetiva
  • TJ
  • Tribunal
  • prisão
  • HC
  • delegado
  • Rampinelli
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil