Publicidade


Notícias


Pesquise


Maria da Penha: Em quinta-feira de violência doméstica, mãe evita sequestro da filha de um ano e homem ameaça matar ex em frente à casa Segurança

Maria da Penha: Em quinta-feira de violência doméstica, mãe evita sequestro da filha de um ano e homem ameaça matar ex em frente à casa

por Redação 14-12-2018 há 5 mêses 1109

  • Tweet

Publicidade

Duas ocorrências envolvendo violência contra a mulher foram registradas nesta quinta-feira, 13 de dezembro, em Laguna, patrocinadas pelos ex-maridos das vítimas sob o efeito de álcool e drogas.

Logo pela manhã, por volta das 6h30, o ex-marido da primeira vítima chegou na casa onde morava, na Rua Pedro Rosa, limites dos bairros Magalhães e Vila Vitória, com sinais visíveis de bebedeira, querendo levar a força a filha do casal, de apenas um ano de idade.

Na tentativa de tentar impedir que o homem, alterado, levasse a criança, a mãe foi agredida com um soco no rosto, deixando-lhe hematomas na face.

Logo após a agressão, o autor fugiu do local sem a filha. A Polícia Militar, após atender ao chamado da mãe da criança, aflita, fez rondas pelas proximidades, mas não conseguiu localizar o paradeiro do homem que, identificado pelos policiais, deve ser detido nos próximos dias e responder criminalmente com base na Lei Maria da Penha.

À noite, outro fato lamentável. Por volta das 21h30 da noite desta quinta-feira, um homem inconformado com a separação da mulher e que contra ele havia medida protetiva de urgência, desobedeceu a lei e foi até a frente da residência da ex-mulher proferindo ameaças contra a sua vida.

Quando a Polícia chegou ao local, o ex-marido já havia saído da frente da casa e estava perambulando pelas proximidades onde foi abordado e preso pelos policiais.

A vítima ao ser perguntada sobre o que estava acontecendo, relatou que seu ex-marido lhe ameaçava de morte aos gritos em frente à sua casa e a ameaçava também de expor fotos íntimas do casal nas redes sociais.

O autor resistiu à abordagem da PM e agrediu a guarnição, negando-se inclusive a ser algemado. Mesmo após imobilizado pelos policiais, o agressor continuou alterado reagindo violentamente. Mesmo dentro da Delegacia de Polícia de Laguna, o homem proferia palavras de baixo calão e ameaças contra os policiais e agentes, dando chutes contra a viatura e mobília da Delegacia, danificando uma porta e inclusive as algemas que o imobilizavam parcialmente.

Durante a busca pessoal, os PMs encontraram na cueca do ex-marido um frasco contendo querosene e um isqueiro, além de um celular.

Não se tem certeza se ele tinha a intenção de provocar um incêndio na casa da ex-mulher ou o se estava usando o líquido inflamável para inalar, o que explicaria o estado de transtorno mental em que se encontrava.

O agressor, também enquadrado na lei Maria da Penha, responderá criminalmente por descumprimento de medida protetiva de urgência, ameaça, desobediência, resistência à prisão e dano qualificado. 

    Palavras-chave
  • Lei
  • Maria
  • Penha
  • agressão
  • ameaça
  • mulher
  • Laguna
  • vítima
  • violência
  • PM
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil