Publicidade


Notícias


Pesquise


Polícia investiga estupro de menino autista de apenas oito anos onde o principal suspeito é o pai Segurança

Polícia investiga estupro de menino autista de apenas oito anos onde o principal suspeito é o pai

por Administrador 09-11-2018 há 1 semana 533

  • Tweet

Publicidade

Nesta quinta-feira, dia 8, uma denúncia de estupro onde a vítima é uma criança autista de apenas oito anos de idade chocou a população de Tubarão e cidades vizinhas. O crime vem sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami).

Além da criança ter apenas oito anos e sofrer do Transtorno do Espectro Autista (TEA), o suspeito do crime é o próprio pai do menino. Uma professora do aluno desconfiou há aproximadamente três meses durante a aula que a criança tinha dificuldades para sentar.

De acordo com a delegada responsável pela investigação, Jucinês Ferreira, “passado algum tempo, ela resolveu relatar o caso nesta quinta-feira para os policiais militares instrutores do Proerd que realizam palestra na escola”, conta a delegada.

Com a situação relatada, os policiais militares entraram em contato com o setor de Psicologia da Dpcami.

“Neste momento, a nossa psicóloga orientou que usassem o bichinho de pelúcia mascote do Proerd para que a criança falasse algo. Assim, através deste meio lúdico, o menino pegou o boneco, apertou o pescoço e disse que o pai fazia isso com ele”, informa a delegada.

Jucinês relata que os pais do menino estão separados e que a mãe foi ouvida ainda nesta quinta-feira.

 “Ela nos relatou que chegou a ver o pai beijando o pênis do menino, acariciando, dentre outras situações. Pedimos para a mãe que autorizasse a realização de exames na criança. Com os resultados em mãos, pediremos ou não a prisão preventiva do pai”, informou a delegada.

Como não houve flagrante e o caso ainda precisa de maiores investigações, a delegada conta que optou, neste primeiro momento, por deixar o pai, suspeito do crime, responder ao inquérito em liberdade.

O CRIME

O crime está previsto no artigo 217 do Código Penal, que fala sobre ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos. A pena para o condenado vai de oito a 15 anos de reclusão.

 

Fonte: Diário do Sul

    Palavras-chave
  • Criança
  • estupro
  • autismo
  • oito
  • anos
  • pai
  • aluno
  • professora
  • Tubarão
  • delegacia
  • Proerd
  • Dpcami
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil