Publicidade


Notícias


Pesquise


Prefeito Rosenvaldo Júnior sanciona Lei que proíbe canudos de plástico em Imbituba e agora comerciantes terão 60 dias para adequarem-se Meio Ambiente

Prefeito Rosenvaldo Júnior sanciona Lei que proíbe canudos de plástico em Imbituba e agora comerciantes terão 60 dias para adequarem-se

por Administrador 31-08-2018 há 2 semanas 3593

  • Tweet

Publicidade

O prefeito de Imbituba, Rosenvaldo Júnior (PT), sancionou, na tarde desta sexta-feira (31), a Lei 5036, de 2018, que proíbe o fornecimento de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais da cidade. Dentro de 60 dias, período de adequação da norma, bares, casas noturnas, hotéis, lanchonetes, restaurantes e padarias do município, não poderão mais vender bebidas acompanhadas dos tubos flexíveis.

A lei é de autoria do vereador Eduardo Faustina (PT) e foi aprovada por unanimidade pelos representantes do Poder Legislativo de Imbituba. A infração para quem descumprir a norma pode resultar em advertência e intimação. Também será possível a aplicação de multa, que poderá chegar a R$ 3.170,00 e a interdição do estabelecimento comercial. 

Em lugar dos canudos de plástico poderão ser fornecidos canudos em papel reciclável, material comestível, ou biodegradável, embalados individualmente em envelopes hermeticamente fechados feitos do mesmo material.

“O nosso objetivo foi, justamente, buscar mecanismos que possam diminuir o impacto ambiental. A gente sabe que existem outros fatores que acabam contribuindo para a poluição da nossa cidade, mas uma pequena medida como a dos canudos, pode ajudar a proteger o meio ambiente, tornando-o mais sustentável”, informou o autor da lei, Eduardo Faustina.

Vereador Eduardo Faustina

Os canudos compõem 4% de todo o lixo plástico no planeta. Além de poluírem os oceanos, boa parte desse material, ao se desintegrar em partes menores, termina na cadeia alimentar seres, acarretando na morte de diversas espécies marinhas como peixes e tartarugas. 

A vida útil dos canudos geralmente é o tempo de se tomar um suco ou um refrigerante, ou seja, extremamente curta, em torno de 10 minutos. Tendo em conta que apenas a menor parte do plástico que utilizamos no dia a dia é reciclada, uma quantidade considerável é destinada aos aterros sanitários e muita coisa acaba sendo desviada no meio do caminho, tendo destino os corpos hídricos e os oceanos.


Exemplo de sustentabilidade: Mesmo antes da Lei, Sorveteria e casa noturna de Imbituba  já disponibilizava canudos de papelão e reutiliza garrafas e potes de vidro 

Em um raro exemplo de consciência, os imbitubenses Jean Souza e Sílvia Neu, gerentes da Sorveteria e Burgueria Beira-Mar, já dão, mesmo antes de a Lei ser criada, aquela força ao meio ambiente e assim às futuras gerações, dispondo de canudinhos ecologicamente corretos de papelão, biodegradáveis, e reciclando e reutilizando garrafas de bebidas e potes de alimentos para servirem seus numerosos e exigentes clientes. 

Para casa suco, batida, cocktail ou outra bebida, ao invés de servirem em copos de plástico ou de vidro comprado, o que estimularia a produção de recipientes de vidro, material que na natureza pode durar até 1 milhão de anos sem se decompor, o casal dispõe de copos estilizados que reutilizam vidros de conservas e de garrafas que, se não fossem separados para a coleta seletiva da Prefeitura,  seriam descartadas, assim como canudinhos plásticos, de forma errada em aterros sanitários e muitos vezes parariam em terrenos baldios ou no oceano. 

Preservando o meio ambiente, Sorveteria Beira-Mar já dispõe canudinhos de papelão 

Segundo Sílvia, as medidas já foram adotadas há mais de dois anos e vêm do conceito de sustentabilidade e rusticidade da Sorveteria, originado da visão de mundo sustentável do casal. "Como hoje em dia, em plena era digital, detemos conhecimentos sobre sustentabilidade do nosso planeta, temos o dever de reduzir e até eliminar o uso destes materiais que acabam com nosso meio ambiente. Pensamos e agimos assim aqui no nosso empreendimento e com isso fazemos nossa parte para garantir um mundo melhor e sustentável às próximas gerações e todos os seres que habitam nosso planeta", explica a empresária. 

Silvia e o amigo Leonardo degustam sucos em vidros recicláveis e com canudos biodegradáveis"Moramos em Imbituba, um verdadeiro paraíso verde e de mar, rios e lagoas e além disso estamos situados bem em frente à restinga e à Praia da Vila. Entendemos que temos que mudar antigos hábitos, mesmo que isto tenha um custo, pois ele será infinitamente menor do que as consequências do consumismo exacerbado e do descarte errado de materiais poluentes e que não se degradam. Temos que começar e dar exemplos para que nosso planeta não entre em colapso. Esse é o lema da Sorveteria Beira-Mar: oferecer diversão e boa gastronomia, mas, dentro de nossas possibilidades, respeitando a natureza e formando cidadãos conscientes", finaliza Jean.

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • canudinhos
  • canudos
  • plástico
  • proibição
  • proibido
  • meio ambiente
  • biodegradável espécies
  • Lei
  • sanciona. Eduardo Faustina
  • Rosenvaldo
  • sorveteria
  • beira
  • mar
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil