Publicidade


Notícias


Pesquise


Carbonizado em Imaruí: Delegado revela detalhes da investigação e trabalha com hipótese de fatalidade no incêndio em carro que matou homem Segurança

Carbonizado em Imaruí: Delegado revela detalhes da investigação e trabalha com hipótese de fatalidade no incêndio em carro que matou homem

por Redação 24-07-2018 há 4 mêses 2019

  • Tweet

Publicidade

O corpo do homem encontrado carbonizado em um carro incendiado, em Imaruí, no último domingo, segue no IML de Tubarão para identificação. 

A Polícia Civil (PC) trabalha com a hipótese de que o fogo tenha sido decorrente de acidente, em razão das informações preliminares dadas por testemunhas, mas não descarta a possibilidade de morte criminosa. Além disso, segundo a PC, peritos do IGP que estiveram no local também acreditam na hipótese de morte acidental. 

Contudo, de acordo com testemunhas, o homem estava em uma festa quando foi retirado do local após se envolver em uma briga, e estaria completamente embriagado. 

O carro incendiado era um Gol com placas de São Bento do Sul. O veículo foi avistado por populares à beira da estrada, no bairro Sertão do Cangueri, enquanto pegava fogo. 

O combate às chamas foi feito pelo Corpo de Bombeiros de Imbituba, que registrou a ocorrência às 3h30 da madrugada. Durante o rescaldo, os agentes perceberam que havia um ocupante dentro do veículo.

“Não descartamos outras hipóteses do ocorrido, inclusive de que a morte tenha sido criminosa”, acredita o delegado Walter Loyola, responsável pelo caso.


EM ENTREVISTA, DELEGADO REVELA DETALHES DA INVESTIGAÇÃO  

Loyola declarou à reportagem do Portal AHora que aguarda o laudo do IGP para saber a origem do fogo. De antemão, os peritos identificaram que o fogo iniciou na parte traseira do veículo, onde o corpo estava.

"O carro possuía um som automotivo muito potente instalado na parte de trás do veículo e muitos fios que, superaquecidos, podem ter causado o incêndio, mas temos que primeiramente aguardar o laudo técnico, por enquanto são hipóteses", pondera Loyola. 

O delegado não quis confirmar a identidade da vítima e prefere aguardar o exame da arcada dentária que está sendo feita pelo Instituto Médico Legal.  "A identificação da vítima deverá ser feita através dos dentes, foram enviados para Florianópolis as imagens da arcada para identificação; caso não seja possível, tentaremos por exame de DNA", afirma.

 

SUSPEITA É DE QUE CORPO SEJA MESMO DO PARANAENSE MORADOR DE IMARUÍ

A suspeita é de que a vítima seja mesmo do jovem de 30 anos, natural do Paraná, proprietário do veículo, ainda que a confirmação da identidade dependa de exames complementares. O jovem, natural da cidade de Agudos do Sul, no Paraná, estava em Imaruí a trabalho. 

Segundo informou o delegado Loyola, o irmão da vítima apontada como proprietário do carro incendiado prestou depoimento na Delegacia de Imaruí nesta segunda-feira (24). Ele disse no depoimento que o carro apresentou problemas elétricos durante todo o final de semana. 

De acordo com testemunhas, o homem estava em uma festa quando foi retirado do local após se envolver em uma briga, e estaria completamente embriagado. Ele teria ido direto para o carro e poucos minutos depois começou o incêndio. Os bombeiros retiraram o corpo da vítima no banco de trás do veículo.

Loyola acredita ser possível que tenha havido uma retaliação por parte do outro envolvido na briga, mas a possibilidade maior é de que tenha havido uma pane elétrica.  "Todos os indícios levam à segunda hipótese", reafirma Walter Loyola. 

    Palavras-chave
  • Imaruí
  • carbonizado
  • corpo
  • carro
  • Gol
  • incêndio
  • Paraná
  • domingo
  • Bombeiros
  • acidente
  • assassinato
  • Sertão
  • Cangueri
  • polícia
  • Walter Loyola
  • delegado
  • investigação
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil