GREVE: Postos sem gasolina, transporte público operando precariamente e agora, supermercados desabastecidos
Publicidade


Notícias


Pesquise


GREVE: Postos sem gasolina, transporte público operando precariamente e agora, supermercados desabastecidos Geral

GREVE: Postos sem gasolina, transporte público operando precariamente e agora, supermercados desabastecidos

por Administrador 24-05-2018 há 2 mêses 2569

  • Tweet

Publicidade

A greve dos caminhoneiros, que nesta quinta-feira (24) entrou em seu quarto dia tem afetado o dia-a-dia da população de Imbituba e demais municípios da região.

Sem gasolina em Imbituba e demais postos de toda a região e com o número de barreiras aumentando nas rodovias estaduais e federais de Santa Catarina, a solução é aguardar um desfecho favorável ao fim do movimento que reivindica principalmente a redução no preço do óleo diesel utilizado pelos caminhões no transporte rodoviário.

Também reflexo direto da greve, as empresas de ônibus e transporte público de passageiros trabalham com linhas reduzidas e já sinalizam pararem completamente caso a greve se prolongue.

FALTA DE MERCADORIAS NOS SUPERMERCADOS

Enquanto isso começam a faltar produtos nos mercados e supermercados da região que utilizam o transporte rodoviário para o abastecimento de mercadorias e a situação se agrava ainda mais quando a população, assustada com os reflexos da greve e da crise, começa a estocar alimentos em casa. Resultado? Prateleiras vazias.

É o que está acontecendo em uma das maiores redes de supermercados da região e que tem sua maior loja em Imbituba.


De acordo com o gerente da unidade, desde o início da greve dos caminhoneiros, a loja não tem recebido mercadorias como hortaliças, legumes e frutas, entregues dia sim, dia não e de gêneros alimentícios como leite, grãos, carnes e derivados que eram repostos diariamente.

“As verduras acabam até esta sexta-feira e as carnes bovinas, suínas e aves, com sorte, duram somente até sábado”, informou o gerente do supermercado.


TRANSPORTE DE PASSAGEIROS

As empresas Transportes Capivari Ltda., Transgeraldo Transporte Coletivo Ltda., Lagunatur, Santo Anjo, em Imbituba, e Transportes Alvorada Ltda., já reduziram os horários de circulação da frota nesta quinta-feira (24).

Em Garopaba, a empresa Expresso Garopaba afirmou que se a greve prosseguir, só terá como operar no máximo até domingo. Na cidade, estão suspensos o transporte dos alunos universitários e das escolas municipais e estaduais, a partir desta quinta-feira.

UNISUL

Uma das universidades instaladas na região, a Unisul, em nota, informou que estão suspensas a partir desta quinta-feira as aulas na unidade de Tubarão e em todas as cidades da região Sul do Estado até que a greve acabe.

HOSPITAIS

Alguns hospitais de Santa Catarina já sinalizaram que estão sentindo os reflexos do movimento grevista, nenhum deles na região Sul, até o momento. Nestes hospitais, estão sendo mantidas apenas as cirurgias de emergência e paralisadas as cirurgias eletivas agendadas.

A diretora do Hospital São Camilo, de Imbituba, irmã Célia Volpato, informou à reportagem do Portal Ahora que apenas a falta de leite quebrou a rotina do Hospital essa semana, mas acredita que outras medidas deverão ser tomadas caso a greve continue por um tempo ainda maior. A falta de alimentos e medicamentos podem afetar gravemente o funcionamento do principal Hospital de Imbituba e que atende a toda a região. 

Fotos: Israel Costa/PortalAhora

    Palavras-chave
  • Greve
  • caminhoneiros
  • Santa catarina
  • Imbituba
  • manifestações
  • diesel
  • supermercados
  • abastecimento
  • hospitais
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil