No Flamengo, jovem imbitubense conquista sonhada vaga no Brasileiro de League of Legends (LoL) e treina para estar entre os melhores
Publicidade


Notícias


Pesquise


No Flamengo, jovem imbitubense conquista sonhada vaga no Brasileiro de League of Legends (LoL) e treina para estar entre os melhores Esportes

No Flamengo, jovem imbitubense conquista sonhada vaga no Brasileiro de League of Legends (LoL) e treina para estar entre os melhores

por Administrador 16-04-2018 há 4 mêses 682

  • Tweet

Publicidade

Com um jovem imbitubense na equipe, o Flamengo conquistou a sonhada vaga no Campeonato Brasileiro de League of Legends (LoL), de forma emocionante, na tarde do último domingo, quando venceu a Team One por 3 a 2, em uma série repleta de altos e baixos. 

Ao final do último jogo, que terminou após exatos 53 minutos e 42 segundos, uma festa tomou conta do estúdio da Riot Games, em São Paulo, e da casa da família Francelino, no Bairro Vila Alvorada (Ribanceira), em Imbituba.

Anunciado em dezembro como um dos cinco escolhidos a partir de uma seletiva nacional para compor o elenco ao lado do quinteto de peso contratado de times da elite do CBLoL, o estudante Clóvis Francellino Filho, de 17 anos, que faz parte dos reservas da equipe rubro-negra, acompanhou o triunfo, via internet.

O gamer e vibrou muito com a classificação do esquadrão com o qual realizou treinos de preparação e para o qual esteve à disposição caso de um dos titulares tivesse problemas ou em situação substituição técnica.

“Assisti a final na minha casa, ao vivo e conversando com outro dos reservas. Foi muito emocionante o último jogo, já que era decisivo então vibrei muito. Caso eles precisassem de mim,  teriam avisado antes e eu viajaria a São Paulo. Mas isso seria em caso de emergência e se fosse possível eu participar online. Eu e os outros suplentes ficamos mais no aguardo, jogando para melhorar individualmente e aumentando o reconhecimento dentro do jogo e subindo no ranking”, conta Clóvis, que é flamenguista assim como toda sua família e no jogo tem o ‘nickname’ (apelido) “Kasdaye”.

Clóvis Francelino Filho comemorou muito a conquista na casa da família , no Bairro Vila Alvorada (Ribanceira), em Imbituba.
Clóvis Francelino Filho comemorou muito a conquista na casa da família, em Vila Alvorada.

À espera de um chamado rubro-negro

O imbitubense agora aguarda um chamado do clube carioca com o qual tem um contrato com duração de um ano, mas ainda sem a carteira de trabalho assinada por seus dirigentes. Isso porque, como o time fora criado apenas um mês antes do início do campeonato, somente os titulares treinaram em time para a competição onde a final deste domingo para o Mengão serviu como uma repescagem, uma vez que perdeu a final do Circuito Desafiante 2018 para a IDM Gaming e não conseguiu o acesso direto.

“Acho que até o início da próxima fase tudo já vai estar resolvido e minha participação vai ser mais ativa. Não sei se irei jogar como titular, mas se depender só de mim, vou estar sempre pronto. Agora deverão chamar a gente para ficarmos por lá e treinar”, prevê Clóvis que acabou de concluir o terceiro ano do Ensino Médio na Escola Annes Gualberto, em Paes Leme. 

Focado e treinando forte, Clóvis projeta estar entre os melhores no início da “Série A”

O elenco rubro-negro no LoL conta com, além do reserva Clóvis, que no jogo é atirador, três nomes experientes do cenário: o atirador Felipe "brTT", o suporte André "Esa" e o caçador Thulio "SirT" são nomes pra lá de conhecidos entre os admiradores do game, além do também titular Jincheol "Jisu. Porém, o clube contou ainda com Gustavo "Ryuzaki" Ferreira (topo) partiu de um jogador ainda em começo de carreira o incentivo necessário no momento mais difícil do confronto com a Team One. Lucca "Regrets" Côrtes (caçador), Luiz "Gigio" Leão (meio) e Raul "Bressan" Bressan (suporte) ta,bém foram suplentes imediatos. 

 Após vencer os dois primeiros jogos, o Flamengo vacilou e cedeu o empate, mandando a decisão da vaga para a quinta partida. O abalo era inevitável. Mas quem não deixou o clima negativo dominar a equipe foi Daniel "Evrot", midlaner do time - que volta ao CBLoL após ter sido rebaixado com a Remo Brave em 2017.
“Se alguém não puxasse pra cima naquele momento, o time ia cair muito. Quem nos puxou foi o Evrot, que falou naquele momento: 'Vamos ganhar esse título!'. Dou muito mérito a ele. O Esa também não deixou cair a comunicação, fomos para cima e ganhamos a partida",  contou SirT, em entrevista ao Sportv.com.

Clóvis conta que começou a jogar videogame aos cinco anos de idade e conheceu o jogo LoL aos 13 e de lá para cá joga pelo menos quatro horas por dia, buscando melhorar competitivamente. O jogador imbitubense promete continuar treinando forte para, na estreia do Mengão na fase principal, estar entre os melhores e atuar nas partidas.  
“Todos os nossos jogadores são experientes e têm chances, e eu vou continuar focado como já estou. Nesta próxima etapa, quero estar entre os melhores do Brasil no ranking”, projeta o imbitubense


Sobre o LoL

Abreviado como LoL, o League of Legends é um jogo eletrônico do gênero multiplayer online battle arena, gratuito para jogar e inspirado no modo Defense of the Ancients de Warcraft III: The Frozen Throne. Nele, os jogadores assumem o papel de "invocadores", controlando campeões com habilidades únicas e que lutam com seu time contra outros invocadores ou campeões controlados pelo computador.  


GAMING OFFICE: OS DOIS LADOS

O Flamengo inovou o cenário brasileiro de LoL ao investir em um gaming office. Ao contrário do que é tradicional no país, o clube optou por não alojar seus ciberatletas em uma única casa, permitindo que eles tenham seus respectivos lares e se encontrem apenas para os treinamentos, em um escritório.

A medida atraiu mais comentários positivos do que negativos por parte dos jogadores. Ao mesmo tempo em que não promove uma maior união no elenco, a ideia de não ter uma casa própria aumentou a motivação dos rubro-negros, que se disseram renovados a cada dia de treinamento.

“O lado positivo é ter mais privacidade. Sair do local onde você mora pra trabalhar faz com que você foque mais no treino. Ainda assim, é algo novo no Brasil. Acho que na segunda etapa vamos estar mais preparados. Você não tem muito contato fora de jogo. Nosso time não estava muito unido, estava atrapalhando um pouco no Circuito Desafiante, mas agora nos acostumamos”, avaliou Esa.

    Palavras-chave
  • Imbituba
  • Flamengo
  • Clóvis
  • Kasdaye
  • game
  • League of Legends
  • LOL
  • Campeonato Brasileiro. Mit
  • conquista
  • vaga
  • CBLol
  • Riot Games
  • games
  • Esa. acesso
  • Team One
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil