Secretário Municipal e vereador de Laguna são presos pela Polícia durante operação que investiga fraudes em licitações
Publicidade


Notícias


Pesquise


Secretário Municipal e vereador de Laguna são presos pela Polícia durante operação que investiga fraudes em licitações Segurança

Secretário Municipal e vereador de Laguna são presos pela Polícia durante operação que investiga fraudes em licitações

por Administrador 23-11-2017 há 8 mêses 889

  • Tweet

Publicidade

Em coletiva na manhã desta quarta-feira (22), a Polícia Civil de Santa Catarina deu outros detalhes da Operação Seival, feita em Laguna durante a terça-feira. Segundo os policiais, três obras e um processo seletivo teriam sido fraudados pelos acusados de integrar a organização criminosa investigada na operação.

Os inquéritos investigam as irregularidades que têm ramificação do grupo também em Imaruí. As três investigações foram feitas separadamente, mas depois se uniram para a operação de cumprimento das buscas e prisões. A primeira delas iniciou em 2016, tendo como alvo duas licitações: uma de construção de gavetas mortuárias no cemitério local e outra da obra de um restaurante-escola.

O delegado da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio Público da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DCCPP/Deic), Marcus Fraile, revela que construtoras formavam um grupo para concorrer nas licitações fraudadas para facilitar a vitória de uma delas previamente definida. Parte das empresas envolvidas não era nem do ramo específico da construção.

No segundo inquérito, foram detectadas irregularidades no processo seletivo de contratação de operadores de máquinas na prefeitura, feito neste ano. Amigos de servidores públicos teriam sido beneficiados no esquema. Já na terceira investigação, os policiais descobriram que o chefe de Gabinete da prefeitura foi suspeito de retirar materiais da obra de uma escola local para usar em áreas próprias.


VEREADOR E SECRETÁRIO DE LAGUNA, PAI E FILHO, SÃO PRESOS

Durante a operação, os policiais prenderam 13 pessoas, sete delas preventivamente e seis, temporariamente. Outras 25 foram conduzidas coercitivamente para depor, além de buscas e apreensões. Entre os presos está o vereador Antônio César da Silva Laureano e o secretário municipal de Pesca, Antônio Michel Graboski Laureano, pai e filho, investigados pela Operação Seival. O advogado de ambos, Daniel Silva Machado, confirmou que os dois estão detidos, mas tranquilos, e têm convicção que não cometeram irregularidades e que irá entrar com um pedido de habeas corpus.

    Palavras-chave
  • Operação Seival
  • Laguna
  • Imaruí
  • facção criminosa
  • vereador
  • secretário
  • Polícia Civil
  • Tweet

Últimas Notícias


As melhores publicações e novidades no seu e-mail.

logo

Informações, negócios e cultura local atualizados diariamente.

Fale Conosco

48 99115.3012
48 99998.8885
Inbox no Facebook

contato@portalahora.com.br

Localização

Imbituba - SC Brasil